Atlético-MG x Goiás
LANCE!
22/11/2015
18:53
Belo Horizonte (MG)

Desmotivação? Nada disso. Mesmo com o título já definido a favor do Corinthians, o Atlético-MG tentou e lutou o jogo inteiro diante do Goiás, na tarde deste domingo, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro, no estádio Independência. No empate por 2 a 2, o Galo não parou um segundo, acertou bola na trave, exigiu defesas milagrosas de Renan e até fez gols, mas não foi o suficiente para assegurar o triunfo.

Com o resultado, o Alvinegro Mineiro chega a 66 pontos e fica quatro à frente do Grêmio, o terceiro colocado, que foi derrotado pelo Internacional, no Beira-Rio. O Esmeraldino, por sua vez, permanece na zona de rebaixamento do principal torneio nacional, com 35 pontos. O time de Goiânia, agora, ocupa a penúltimo lugar.

Reforçado com as voltas de Douglas Santos e Leonardo Silva, o Atlético abriu o placar aos 22 minutos do primeiro com Luan. O atacante marcou um golaço em finalização de voleio. No lance, o Goiás reclamou de impedimento do zagueiro Jemerson, mas a arbitragem validou o lance. Não demorou muito para o visitante igualar o marcador. Bruno Henrique aproveitou falha de Victor e apenas rolou para Erik marcar.

Polêmica no jogo do Galo
Nova polêmica: Árbitro marca pênalti contra o Galo, mas volta atrás


Pouco tempo após o empate do Esmeraldino, um lance curioso chamou a atenção. Rafael Forster invadiu a área do Atlético e, no momento da finalização, foi desarmado por Marcos Rocha. Na ocasião, o árbitro Nielson Nogueira Dias (PE) assinalou pênalti, mas depois de conversar com o auxiliar Fabiano da Silva Ramires (ES), voltou atrás.

Na volta do intervalo, o Atlético foi para cima e até conseguiu balançar a rede. Marcos Rocha aproveitou cruzamento milimétrico de Giovanni Augusto e colocou no fundo da rede de Renan. O Goiás, pouco tempo mais tarde, igualou novamente o marcador. Bruno Henrique aproveitou brecha da defesa do Galo, driblou Victor e deixou a sua marca.

O Galo voltará a campo no próximo domingo, quando faz confronto direto contra o Grêmio, às 17h, em Porto Alegre. Um empate bastará para a equipe garantir o segundo lugar. Já os goianos  jogarão fora de casa contra a Chapecoense no mesmo dia, às 18h. 

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG 2 X 2 GOIÁS


Local: estádio Independência, em Belo Horizonte (MG)
Data-hora: 22/11/2015 – às 17h
Árbitro: Nielson Nogueira Dias (PE)
Assistentes: Fabiano da Silva Ramires (ES) e Nailton Júnior de Sousa Oliveira (CE)
Cartão amarelo: Leonardo Silva, Douglas Santos e Marcos Rocha (Atlético-MG); Renan, Gimenez e David (Goiás)
Público e Renda: 9.373 pagantes / R$ 180.267,00
Gols: Luan (Atlético-MG) (1-0); Erik (Goiás) (1-1); Marcos Rocha (Atlético-MG)  (2-1) / Bruno Henrique (Goiás) (2-2).

ATLÉTICO-MG: Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Jemerson e Douglas Santos; Rafael Carioca, Leandro Donizete, Luan, Giovanni Augusto (Thiago Ribeiro – 16’/2ºT) e Dátolo (Cárdenas – 38’/2ºT); Lucas Pratto. Técnico: Levir Culpi.

GOIÁS: Renan; Gimenez, Fred, Alex Alves e Rafael Forster (Arthur – 38’/2ºT); Ygor (Juliano - 31'/2ºT), Patrick, David e Felipe Menezes (William Kozlowski – 36’/1ºT); Bruno Henrique e Erik. Técnico: Danny Sérgio.