William Correia
13/07/2017
21:30
São Paulo (SP)

Estava tudo pronto para uma festa no Morumbi. Mais de 31 mil pessoas
enfrentaram uma noite fria nesta quinta-feira para acompanhar a estreia de Dorival Júnior no São Paulo. Mas viram o time justificar a presença na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro e não ir além do empate por 2 a 2 diante do lanterna Atlético-GO.

É o oitavo jogo seguido sem vitória do time, que acumula o terceiro empate e teve ainda cinco derrotas nessa sequência. Certamente não conforta nenhum torcedor, mas o Tricolor sobe um pouco e, agora com 12 pontos (com saldo de gols superior ao do Vitória), deixa a penúltima posição, a três pontos do primeiro clube fora da faixa da degola, a Chapecoense.

A nova chance da primeira vitória de Dorival Júnior fica para domingo, às
16h, em visita à própria Chape, em Santa Catarina. Já o Atlético-GO, com oito pontos em 13 rodadas, pode comemorar o empate, resultado que seu técnico,
Doriva (ex-São Paulo), definiu como "bem-vindo" ao chegar ao Morumbi. Foi o primeiro ponto dos goianos fora de casa no Brasileirão.

E o São Paulo só tem a lamentar. Dorival Júnior armou a equipe no 4-2-
3-1, mas, no primeiro tempo, logo viu que os laterais não centralizavam como ele pediu, Wellington Nem ia mal e toda a movimentação ofensiva era incapaz de quebrar a retranca goiana, com 11 jogadores atrás e até o centroavante Walter perseguindo quem fazia a saída de bola dos anfitriões.

A torcida entendeu o momento são-paulino e a maioria apoiou o time na ida para o intervalo. Como prêmio, viram a equipe fazer no segundo tempo tudo o que foi treinado, com troca de passes rápida e jogadas pelos lados. Por 20 minutos, enfim, o Tricolor dominou o lanterna, mas o gol foi chorado. Pouco após Wellington Nem perder chance clara, Cueva bateu falta no travessão, Pratto aproveitou o rebote e o goleiro Felipe defendeu quando a bola já tinha passado a linha, mas Petros ainda garantiu na segunda chance, aos 13 minutos.

Mas foi ali que o domínio são-paulino acabou. O Atlético-GO foi à frente e empatou aos 20, com Niltinho mostrando qualidade após bate-rebate na área de Renan Ribeiro. Dorival lançou o time à frente e trocou o inútil Nem por Marcinho, que marcou um golaço, aos 38. Mas, dois minutos depois, livre na área, Everaldo, de calcanhar, acabou com a chance de qualquer alívio.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 2 X 2 ATLÉTICO-GO
Local: Morumbi, São Paulo (SP)
Data-Hora: 13/7/2017 - 19h30
Árbitro: Marielson Alves Silva (BA)
Auxiliares: Alessandro Rocha de Matos (BA) e Elicarlos Franco de Oliveira (BA)
Público/renda: 31.333 pagantes/R$ 781.800,00
Cartões amarelos: Walter, Gilvan e Igor (AGO)
Cartões vermelhos: -
Gols: Pratto (12'/2ºT) (1-0), Niltinho (20'/2ºT) (1-1), Marcinho (38'/2ºT) (2-1), Everaldo (40'/2ºT) (2-2)

SÃO PAULO: Renan Ribeiro; Buffarini, Arboleda, Rodrigo Caio e Júnior Tavares; Jucilei e Petros; Wellington Nem (Marcinho, aos 29'/2ºT), Cueva (Gilberto, aos 37'/2ºT) e Gómez (Lucas Fernandes, aos 21'/2ºT); Pratto. Técnico: Dorival Junior.

ATLÉTICO-GO: Felipe; André Castro, Gilvan, Roger Carvalho e Bruno Pacheco; Marcão Silva, Igor (Paulinho, 18'/2ºT) e Jorginho; Andrigo (Everaldo, aos 15'/2ºT), Niltinho (Luiz Fernando, aos 37'/2ºT) e Walter. Técnico: Doriva.