LANCE!
20/05/2016
08:15
São Paulo (SP) 

Não é de hoje que o Campeonato Brasileiro está salpicado de jogadores estrangeiros. A contratação de jogadores de países vizinhos na América do Sul tornou-se uma prática corriqueira neste século, muito embora grandes clubes tenham ídolos antigos de fora, como o chileno Figueroa, no Internacional, os uruguaios Pedro Rocha e Dario Pereyra, no São Paulo, entre outros. 

Na edição de 2016, que caminha para sua segunda rodada, são no momento 53 atletas de outras nacionalidades. As equipes podem usar cinco estrangeiros em uma partida, segundo regra da CBF, e alguns clubes estão negociando novas aquisições, como o Santos, que tem pré-contrato com o zagueiro argentino Fabian Noguera, do Banfield-ARG, e tem negociações encaminhadas com o atacante colombiano Copete, do Atlético Nacional. 

O Cruzeiro, com seis atletas, é o time com mais gringos no elenco. Coritiba, Santos e São Paulo tem cinco. A Argentina é, disparado, o país com mais representantes. São 16 hermanos espalhados pelas equipes da Série A. Paraguai e Colômbia vêm na sequência. Há apenas dois atletas de outros continentes: Joel, camaronês do Santos, Bruno Pereirinha, português do Atlético-PR, e Rodney Wallace, costarriquenho do Sport. 

CURIOSIDADES DE GRINGOS NO BRASILEIRÃO

Miller Bolaños, destaque do Equador, foi contratado pelo Grêmio em 2016
Miller Bolaños (Foto: AFP / JEFFERSON BERNARDES)

Irmãos equatorianos

Os irmãos Miller e Álex Bolaños estão no Brasileirão, mas em times de diferentes. O primeiro é atacante do Grêmio. O outro é meia e atuará pelo Santa Cruz - foi apresentado na quinta-feira. 

Ortega
Ortega, do Coritiba (Divulgação/Coritiba)

Coritiba paraguaio

O Coxa tem em seu elenco quatro jogadores paraguaios, os zagueiros Barreiro e Benitez, o volante Cáceres e o atacante Ortega. Além deles, a equipe paranaense também tem o venezuelano Gonzáles. Os únicos dois jogadores de fora do Corinthians também são paraguaios: Balbuena e Romero. 

Bauza em treino do São Paulo
Técnico Bauza, do São Paulo (Foto: Érico Leonan/saopaulofc.net)

No banco

O argentino Edgardo Bauza, do São Paulo, e o português Paulo Bento, do Cruzeiro, são os dois técnicos estrangeiros do Brasileirão. O uruguaio Diego Aguirre foi demitido esta semana e dirigiu o Galo por apenas uma rodada. 

Sánchez Miño apresentação (Foto: Site Oficial / Cruzeiro)
Sánchez Miño, do Cruzeiro  (Foto: Site Oficial / Cruzeiro)

Hermanos mineiros

O Cruzeiro é o time com mais argentinos no elenco: quatro. São eles: Sanchez Miño, Ariel Cabral, Pisano e Romero. 

Gatito Fernandez - Figueirense
Gatito Fernández Divulgacao

Filho de peixe, ou de gato...

Contratado pelo Figueirense, o goleiro Roberto Fernández é mais conhecido como Gatito Fernández. O apelido é uma referência ao pai, Gato Fernández, que jogou em Internacional e Palmeiras. 

Lucas Barrios - Palmeiras
Lucas Barrios, do Palmeiras (Foto: Ari Ferreira/Lamcepress!)

Argentinos naturalizados

Dois jogadores nascidos na Argentina que atuam no Brasil têm nacionalidade de outro país. Lucas Barrios, do Palmeiras, é paraguaio, e Lizio, do Botafogo, é boliviano.