Alexandre Corrêa
13/07/2017
21:27
Recife (PE)

O Sport goleou a Chapecoense por 3 a 0 na noite desta quinta, na Arena Pernambuco, pela 13ª rodada do Brasileirão. O maior destaque do jogo não foram os dois gols marcados por André, mas sim a presença de Diego Souza, que entrou no segundo tempo e completou seu sétimo jogo no campeonato com a camisa rubro-negra. Com isso, o meia, que fez o segundo gol da equipe, está impossibilitado de se transferir para outro clube brasileiro nesta temporada. Com o resultado, a equipe de Vanderlei Luxemburgo subiu para a quinta posição, com 21 pontos, encontrando-se dentro do G6 (grupo que vai à próxima Libertadores). 

Querendo esquecer a novela Diego Souza e de olho no G6, o Sport queria aproveitar a vitória sobre o Coxa na última rodada, fora de casa, para embalar de vez no Brasileirão. Do outro lado, um início de trabalho para Vinícius Eutrópio, conhecido da torcida de Chapecó, tendo passado pelo clube em 2015.

A maior proposta de jogo no começo era do Sport, que tentava chegar na base do toque de bola ao gol adversário. A Chape, porém, também não se intimidava com a bola no pé e buscava jogo quando podia. A partida era bastante equilibrada, mas com poucas chances reais de gol.

A partir da metade do primeiro tempo, Sport e Chape erravam muitos passes e só conseguiam chegar ao campo adversário na base do chutão. Antes do intervalo, no entanto, o jogo deu uma animada e algumas chances foram criadas. Arthur e Wellington Paulista tiveram oportunidades para marcar pela equipe visitante, e Mena, pelo Leão, mas o jogador parou em Jandrei.

No ntervalo, Luxemburgo tirou Sander e colocou Diego Souza. Assim, o meia disputou seu sétimo jogo e ficou impossibilitado de se transferir para outro clube brasileiro nessa temporada. A entrada dele agitou o Sport, que ficou mais ofensivo e criativo no ataque. Aos 17 minutos, a pequena superioridade deu resultado. Everton Felipe avançou pela direita e cruzou rasteiro para André. O atacante pegou de primeira e abriu o placar para o Leão da Ilha.

Logo depois do gol, Magrão sentiu a coxa e precisou ser substituído. O reserva Agenor, que não tinha atuado em nenhuma partida na temporada, entrou no seu lugar. A Chape, atrás do placar, precisou sair para o ataque. Isso proporcionava espaços para o Sport utilizar em contra-ataques.

Vinícius Eutrópio tentou mudar o panorama do jogo ao colocar Dodô e Lourency em campo, mas o Sport conseguiu se fechar bem e não sofreu com pressão por parte da Chapecoense. Na verdade, conseguiu se impôr no final e chegou a marcar o segundo e o terceiro gol, um atrás do outro, com Diego Souza e André, mais uma vez. No fim, 3 a 0 para o Leão, que conseguiu sua quarta vitória seguida na competição e subiu para a quinta posição. A Chape, que saiu muito irritada para os vestiários, caiu para 16°.

FICHA TÉCNICA
SPORT 3 X 0 CHAPECOENSE


Local: Arena Pernambuco, Recife
Data-hora: 13/7/2017 – 19h30
Árbitro: Dyorgines Jose Padovani de Andrade (ES)
Auxiliares: Fabiano da Silva Ramires (ES) e Vanderson Antonio Zanotti (ES)
Público: 25.861 presentes
Cartões amarelos: Patrick e Ronaldo Alves (SPO); Reinaldo, Wellington Paulista, Andrei Girotto, Douglas Grolli, Arthur, Apodi e Lucas Mineiro (CHA)
Cartões vermelhos: - 
Gols: André, 17'2°T (1-0), Diego Souza, 47'2°T (2-0) e 48'2°T (3-0)

SPORT: Magrão (Agenor, 20'2°T); Samuel Xavier, Ronaldo Alves, Durval e Sander (Diego Souza, intervalo); Patrick, Rithely, Mena e Everton Felipe; Osvaldo (Rogério, 19' 1°T) e André – Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

CHAPECOENSE: Jandrei; Apodi, Douglas Grolli, Victor Ramos e Reinaldo; Andrei Girotto (Luiz Antônio, 37'2°T), Lucas Marques (Lourency, 24'2°T), Lucas Mineiro e Seijas (Dodô, 31'2°T); Arthur e Wellington Paulista – Técnico: Vinícius Eutrópio.