(

Luis Fernando Santos compareceu a estreia da Arena Botafogo (Foto: Vinícius Britto)

Vinícius Britto
30/06/2016
06:00
Rio de Janeiro (RJ)

Nas últimas semanas, surgiu uma especulação sobre o Botafogo abrir mão do estádio Nilton Santos em decorrência da construção da Arena Botafogo.  Isso chegou até a ser discutido em uma das reuniões do Conselho Deliberativo do clube, que ocorrem todas as terças-feiras. Contudo, as informações foram logo desmentida pelo Botafogo - por meio de nota oficial - que reforçou que o clube reassume o Nilton Santos logo após devolução da prefeitura.

Na estreia da Arena Botafogo na quarta-feira, em vitória do Sub-20 do Glorioso contra o Grêmio, o vice-presidente executivo do Alvinegro, Luis Fernando Santos,  reforçou a importância do Nilton Santos e voltou a garantir que o Botafogo retorna para o seu estádio no ano que vem:

- Nós estaremos no Nilton Santos em 2017. Nosso estádio e é só a prefeitura devolver para voltarmos. A Arena Botafogo é nossa até o dia 31 de dezembro desse ano. Se perguntar se nós iremos ficar aqui até depois de 2016, não sei te responder. Mas te garanto que o nosso estádio é o Nilton Santos - disse.

Quando questionado sobre o atraso nas obras para liberação do estádio - era previsto que a Arena Botafogo pudesse ter estreado no jogo contra o Vitória, pela oitava rodada - o vice-presidente admitiu que a diretoria fez uma previsão bem otimista e que acabou não contando com possíveis imprevistos:

- Em junho, tivemos temporais, dez dias de chuvas torrenciais. Outro problema também foi em uma rede, embaixo da arquibancada... apareceu um buraco. Tivemos que consertar. Nunca tínhamos imaginado o tamanho do buraco. Então a arquibancada central não andava nas obras e por isso nós levamos uns dez dias de atraso com essa coisa toda. 

- Dentro de um a obra desse porte - que envolve 18 quilos de ferragem, que é muita coisa - ela acabou envolvendo, por dia, mais de 100 pessoas. De segunda à segunda. Não se tinha um sábado e domingo livre. Era de sete da manhã até dez da noite. Então, dentro dos percalços, não foi um atraso. Prevemos um mês e levamos dois. Nós fomos muito otimistas, mas eu acho que vai se sair bem a partir de agora - ressaltou o VP executivo do Botafogo.

BATE-BOLA COM LUIS FERNANDO SANTOS:

1. Como foram as primeiras impressões do estádio?
É um caldeirão. Só de olhar, os botafoguenses devem estar emocionados. Primeiro, você entrar em um estádio todo preto e branco. Olha para o gramado... caramba, não sei se tem melhor no Rio. O Botafogo foi muito criticado por ter investido para fazer uma casa para jogar. E nós ficamos cada dia mais alegres quando criticam isso. Porque temos a certeza que fizemos o certo. Retorno financeiro é importante? É. Mas é muito menos importante do que o retorno técnico. A torcida comprando a ideia, vindo para o estádio com os preços - que são muitos mais baixos dos que estão sendo praticados no mercado - que são convidativos. Precisamos que a torcida venha. Vai nos dar o retorno financeiro que a gente precisa. Mas muito mais importante: vai empurrar o time. A nossa ideia era ter o caldeirão, alçapão, para empurrar o time e conseguir se sair bem dentro do Campeonato Brasileiro.

2. Qual foi o investimento do Botafogo no novo estádio?
As arquibancadas tubulares foram todas colocadas pelo Botafogo. A iluminação, postes, tudo é projeto nosso. Toda a área de vestiários foi modernizada ou melhorada a custo do Botafogo, ar condicionado, as cabines de imprensa, banheiros.. tivemos que colocar containers, acesso , roleta... tudo é investimento nosso. O gramado também, que não foi totalmente replantando. Foi 40% replantado, tratado e nivelado para ter condições.

3. Alguma chance dos rivais do Rio virem a jogar aqui na Arena?

Sobre os adversários jogarem aqui, tem dois componentes: primeiro é o financeiro, porque você não pode pensar em alugar um estádio - que você fez em seis meses - pelo mesmo aluguel do Raulino de Oliveira, que é um estádio para cinquenta anos. Aqui é diferente, o conceito de aluguel aqui é um conceito em que o preço é o mais alto. Mas não sei se precisamos pensar nisso agora, até porque o Fluminense está indo para o estádio do América, o Flamengo não sei como está fazendo... Alugaríamos? Não sei, acho que é sentar e conversar. O estádio não foi feito para ser alugado. É para o botafoguense. Se lotarmos o estádio, teremos um enorme retorno financeiro. A Arena já estaria paga. Se conseguirmos pagar ela, e com ela ajudar o time a caminhar, ajudar a diminuir o cansaço de viagens por semana, vai ser ótimo. Temos uma casa agora.