icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
27/08/2015
17:03

Nas últimas três rodadas da Série B do Campeonato Brasileiro, o Botafogo saiu atrás no placar. O Glorioso, entretanto, só conseguiu reagir e vencer os dois primeiros confrontos com ABC (3 a 1) e América-MG (2 a 1). Contra o Paysandu, o time alvinegro até chegou a ensaiar uma reação, mas não conseguiu inverter o resultado e foi derrotado, por 3 a 2, em pleno Estádio Nilton Santos. 

Questionado sobre o assunto, o técnico Ricardo Gomes afirmou estar insatisfeito. Apesar de reconhecer o poder de reação da sua equipe, o treinador espera mudar esta escrita nos próximos jogos. 

- Eu estou feliz pelo poder de reação, mas não há nada de natural. Nós temos que melhorar o poder defensivo para não passar o que passamos nas últimas partidas - frisou o técnico alvinegro. 

Direto, Ricardo Gomes disse que pretende interromper essa incômoda escrita recente. Para o comandante alvinegro, o Botafogo precisa ter atenção redobrada para não sofrer gols, se impor em campo e ditar o ritmo das partidas. 

- Isso está errado (sofrer o primeiro gol)! Não tem nenhuma estratégia. Precisamos continuar tendo o domínio das partidas e fazer gols. Temos um poder reação, mas no caso Paysandu, nós até reagimos fazendo dois gols. Foi difícil, pois logo no primeiro lance do segundo tempo eles marcaram o terceiro gol - justificou o treinador. 

Na vice-liderança da Série B com 36 pontos, o Botafogo tem a chance de reassumir a liderança, caso derrote o CRB, nesta sexta-feira, no Estádio Rei Pelé, em Maceió.

Nas últimas três rodadas da Série B do Campeonato Brasileiro, o Botafogo saiu atrás no placar. O Glorioso, entretanto, só conseguiu reagir e vencer os dois primeiros confrontos com ABC (3 a 1) e América-MG (2 a 1). Contra o Paysandu, o time alvinegro até chegou a ensaiar uma reação, mas não conseguiu inverter o resultado e foi derrotado, por 3 a 2, em pleno Estádio Nilton Santos. 

Questionado sobre o assunto, o técnico Ricardo Gomes afirmou estar insatisfeito. Apesar de reconhecer o poder de reação da sua equipe, o treinador espera mudar esta escrita nos próximos jogos. 

- Eu estou feliz pelo poder de reação, mas não há nada de natural. Nós temos que melhorar o poder defensivo para não passar o que passamos nas últimas partidas - frisou o técnico alvinegro. 

Direto, Ricardo Gomes disse que pretende interromper essa incômoda escrita recente. Para o comandante alvinegro, o Botafogo precisa ter atenção redobrada para não sofrer gols, se impor em campo e ditar o ritmo das partidas. 

- Isso está errado (sofrer o primeiro gol)! Não tem nenhuma estratégia. Precisamos continuar tendo o domínio das partidas e fazer gols. Temos um poder reação, mas no caso Paysandu, nós até reagimos fazendo dois gols. Foi difícil, pois logo no primeiro lance do segundo tempo eles marcaram o terceiro gol - justificou o treinador. 

Na vice-liderança da Série B com 36 pontos, o Botafogo tem a chance de reassumir a liderança, caso derrote o CRB, nesta sexta-feira, no Estádio Rei Pelé, em Maceió.