Treino Botafogo - Emerson e Sidão

Sidão utiliza a experiência para orientar os mais jovens, como Emerson (Foto: Vitor Silva/Sspress/Botafogo)

Felippe Rocha e Vinícius Britto
01/11/2016
07:00
Rio de Janeiro (RJ)

No último sábado, a Arena Botafogo viu o goleiro visitante, Wilson, do Coritiba, segurar o empate. Porém, naquela mesma partida, o arqueiro da equipe mandante completou 30 jogos pelo clube da Estrela Solitária. E os números confirmam a boa fase de Sidão.

Durante esse período, foram 34 gols sofridos, média superior a um por partida. No entanto, chamam a atenção, no caso de Sidão, os 13 jogos em que ele não foi vazado. Não à toa, a renovação de seu contrato com o clube não deve tardar a acontecer.

- Na sexta-feira, eu terei uma reunião com o Antonio Lopes (gerente de futebol) para tratar disso. O atleta quer e o clube também. Vamos começar a ver os termos para a renovação - explicou Fábio Mello, empresário que assumiu a carreira do goleiro, ao LANCE!.

Emprestado pelo Audax, a missão de Sidão era "apenas" substituir Jefferson. Lesionado, o titular perderia, pelo menos, o primeiro turno. Na verdade, ainda não conseguiu retornar após a cirurgia no braço esquerdo.

- Ele vem fazendo um excelente papel. Falo com ele que o admiro pra caramba. E ter um goleiro em que a equipe deposita confiança e ele corresponde... o adversário vai chutar e nós ficamos tranquilos porque sabemos que o Sidão está lá. E o Jefferson está podendo se recuperar da melhor maneira, sem precisar voltar às pressas - analisa Neilton, empolgado.

Aos 33 anos, o auge chegou ao substituir um ídolo botafoguense. Sidão se adaptou tão rapidamente ao clube que recebeu em sua casa o lateral Alemão, quando esse foi contratado. Chegou a brincar com o amigo, explorando-o na cozinha.

- O Sidão é um grande amigo. Não sei se ele, agora, já está fazendo café. Mas pode ter certeza de que, se ele fizer, eu vou lá tomar um pouco - diverte-se o camisa 4 do Fogão.