Pimpão

Rodrigo Pimpão é um dos jogadores de maior confiança do técnico Jair Ventura (Vitor Silva/SSPress/Botafogo)

Felippe Rocha
18/08/2017
12:45
Rio de Janeiro (RJ)

Rodrigo Pimpão costuma aparecer nas entrevistas coletivas sorridente, mas foi diferente nesta sexta-feira. O semblante mais triste do atacante do Botafogo não passou despercebido e o jogador admitiu: as críticas pela lesão que causou em Berrío mais a ausência no jogo da volta da semifinal da Copa do Brasil, contra o Flamengo, o deixaram abalado.

- Eu estou chateado, sim. Queria jogar, ajudar minha equipe. Ainda mais numa semifinal de Copa do Brasil. Com relação ao fato, muita gente me criticou e me machucou. Não sou covarde, maldoso ou mal-caráter. Mas passou. Tudo passa. Recebi mensagem de um amigo e ele foi muito feliz. Não quero machucar ninguém. Quero ser feliz e ajudar meus companheiros da melhor maneira possível - explica Pimpão.

O atacante acertou um carrinho que causou uma torção no tornozelo direito do atleta rubro-negro. Berrío precisou ser substituído e Pimpão recebeu o terceiro cartão amarelo na competição, por isso não poderá atuar na quarta-feira.

- Em 2015, o treinador era o René Simões, quando eu cheguei. E ele falou para mim que a primeira coisa que eu tinha que fazer era parar de dar carrinho. Fui expulso no meu terceiro jogo. Vou tomar mais cuidado. Já estava tomando - analisa Pimpão.