LANCE!
16/10/2016
08:00
Rio de Janeiro (RJ)

Três dos quatro artilheiros do Brasileirão estarão em campo neste domingo, às 17h, na Arena da Ilha do Governador. De um lado, a dupla dos experientes Robinho e Fred. Do outro Sassá, o jovem emergente que faz sua temporada dos sonhos e briga com os peixes grandes pelo topo. Na onda do xodó, o Botafogo recebe o Atlético-MG. O site do LANCE! transmite em tempo real a partida. 

Na briga pela artilharia, com 11 gols (em que também está Gabriel Jesus), Sassá leva na esportiva o confronto deste domingo. A intenção é curtir o momento. Para isso, vale tudo pela artilharia. Até pedido para o rival.

– Uma vez, encontrei com ele (Robinho) no aeroporto. Eu disse: "Deixa para mim a artilharia, tenho filhos para criar" (risos). Estou levando do jeito mais tranquilo possível. Estou vivendo um momento diferente. Surfando essa onda. Se for para ser artilheiro, estarei feliz. Estou jogando, estou bem. Se acontecer, vou ficar muito feliz – brinca Sassá sobre o confronto com o artilheiro.

Mas Robinho não é a única preocupação. Do outro lado estará Fred, o maior carrasco do Glorioso no século. Apesar dos elogios, o centroavante alvinegro prefere focar nas suas metas. E esta tem estado acima das expectativas.

– O Fred é um cara que eu admiro bastante. Tento me inspirar um pouco e é um centroavante de muita qualidade. Minha meta já bati. Era fazer dez gols. Fiz 13 (no ano). O que vier agora é lucro. Estou preocupado com sequência de jogos – enaltece o atacante botafoguense, que marcou 13 gols na temporada.

Carismático, Sassá ganhou fama nacional com os seus gols no Brasileirão. Mas também pelo folclore e carisma. No elenco do Botafogo, ele é unanimidade. Querido por todos, é nome de confiança de Jair Ventura.

– Ele é meu parceiro. Uma lenda. Um cara de coração enorme. O que faz ser assim é a alegria dele. É uma pessoa desprovida de inveja. O fato de ele ser assim faz dele um dos artilheiros. Um cara maravilhoso. Tem um futuro brilhante pela frente – disse Dudu Cearense, ao LANCE!, sobre o amigo.

Hoje, o camisa 9 botafoguense volta a ser titular. Com fome de gols e frente a frente com seus concorrentes pela sonhada artilharia.

Relação com Jair Ventura é ponto chave para a boa fase

Um dos motivos da boa fase do artilheiro botafoguense é sua relação com o comandante da arrancada. Parceiro de Jair Ventura desde os tempos da base, Sassá conhece o trabalho do técnico, com quem já foi campeão no período de juniores do Glorioso. E vice-versa. Foi o que valorizou o professor alvinegro:

– Vejo o Sassá com um futuro enorme pela frente. É muito legal. Subi com ele, acompanho toda a trajetória dele. O Sassá fez o gol do meu primeiro título como treinador, em um torneio sub-20 na Alemanha. Para mim, como professor e educador, é muito gratificante. A história de vida dele é muito bonita. Um menino que sofreu bastante. Gosto muito dele. Ele está em êxtase com esse momento. Não está sendo fácil segurar o menino – analisa Jair.

Para enaltecer o artilheiro, Jair chegou a brincar e comparar sua situação com a de outro ex-botafoguense: o atacante Vitinho, que hoje está no Internacional.

– O Vitinho foi ao vestiário falar com a gente. O Sassá falou: “Olha seu filho aí”. Na época do Vitinho, falei que ele seria a venda mais cara da história do Botafogo, e foi (10 milhões de euros - cerca de R$ 32 milhões, na época). Falei para o Sassá ficar tranquilo, ele também vai ser. Ele é ciumento - completa.