Neilton - Botafogo

Neilton sabia que entraria no segundo tempo da partida deste sábado (Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo)

Felippe Rocha
17/07/2016
16:49
Rio de Janeiro (RJ)

As substituições feitas por Ricardo Gomes foram cruciais para que o Botafogo conseguisse empatar o jogo contra o Flamengo, no sábado. Mas o treinador prefere distribuir os méritos pelo empate obtido com todo o grupo alvinegro. Neilton e Salgueiro entraram no segundo tempo e marcaram os gols que finalizaram o 3 a 3.

- Se mexi bem pode ser porque escalei mal. O mérito é coletivo por esse empate. Não pego para mim, nada disso. Falei com o Neilton: acreditava que ele seria muito mais importante entrando descansado, em relação ao time do Flamengo. O Juan (Salgueiro) foi mais no sufoco - explicou o treinador.

Ricardo Gomes optou por Rodrigo Pimpão, para começar o jogo que inaugurou a Arena Botafogo. O comandante da equipe imaginava que seria importante ter o trabalho tático do camisa 7 no início do duelo.

- Eu estava vendo um Flamengo, antes do jogo, e precisava mais do trabalho tático do Pimpão. Seria mais importante que o Neilton entrasse no jogo com o Flamengo mais cansado. Acho que deu certo - comemora discretamente.