Ricardo Gomes (Foto: Vitor Silva/SS Press)

Ricardo Gomes comandou o time de melhor campanha (Foto: Vitor Silva/SS Press)

Igor Siqueira
06/03/2016
18:53
Rio de Janeiro (RJ)

Comandante do time de melhor campanha na primeira fase do Carioca, o técnico do Botafogo, Ricardo Gomes, lamentou o formato do Estadual, que prevê a disputa de uma segunda fase onde não há vantagem para os times de melhor desempenho - a não ser o fato de ter o direito de ser o mandante em quatro dos sete jogos.

Ricardo considerou a primeira fase uma perda de tempo, invocou uma melhor atuação política dos grandes do Rio e citou o público do jogo deste domingo, contra o Boavista: 1.128 pagantes.

- Isso é uma pena. Você vê o publico... Fui formado no Rio de Janeiro, cheguei ao Fluminense com 13 anos. Esse público é público de sub-20. Temos que pensar nisso, numa coisa que seja boa para todo mundo, principalmente os quatro grandes. Estamos perdendo tempo. Adoro o Carioca, mas devemos encontrar uma fórmula que evite esse tempo morto, uma forma mais simples - disparou o treinador.

Ricardo também analisou o desempenho do Botafogo e reconheceu que não foi das mais brilhantes, mas ressaltou que, pelo fato de haver muitos reservas em campo, o desempenho foi afetado.

- Se tivesse o time que vinha jogando, a performance era outra. Mas não achei de todo mal. O Boavista não deu um chute ao gol no primeiro tempo. E no segundo tempo foi lá na frente só com alguns minutos - completou.

Classificado em primeiro no Grupo B do Estadual, o Botafogo começa a segunda fase enfrentando o Fluminense.