Botafogo x Atlético-MG

A Caixa ocupou o lugar mais nobre da camisa botafoguense no ano passado (Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo)

Felippe Rocha
12/01/2017
06:00
Rio de Janeiro (RJ)

Cerca de 24 horas depois de apresentar oficialmente o meia Walter Montillo, reforço de maior destaque do time para a temporada, o Botafogo tem outro compromisso importante. Nesta quinta-feira, a diretoria se reúne com representantes da Caixa Econômica Federal, na sede do banco estatal no Rio, para negociar a renovação do patrocínio master.

A Caixa já estampa a logomarca no espaço mais nobre da camisa alvinegra desde o último trimestre do ano passado. Após longa negociação, o Glorioso acertou R$ 1,4 milhão para o período, mas já com a ideia de estender a parceria para a temporada seguinte.

Até por isso, o nome do banco segue no uniforme da equipe - como visto na apresentação do meia argentino - e assim deverá ser enquanto a negociação for se prolongando. A expectativa é de que até março haja uma definição sobre a manutenção ou não da parceria.

No encontro desta quinta, o Botafogo apresentará o resultado da parceria, enquanto a Caixa vai expor o grau de investimento que o governo federal pretende fazer em 2017. Apesar de a Caixa patrocinar outras equipes dos mais variados tamanhos de torcida, tanto o Glorioso quanto o Fluminense demoraram a também obterem o patrocínio estatal.

A Cercred, central de recuperação de crédito, é outra empresa a patrocinar o uniforme alvinegro. A atual diretoria do clube de General Severiano também tem explorado patrocinadores pontuais para diferentes espaços da camisa.