Marcelo e Igor Rabello

(Fotos: Vitor Silva/SSPress/Botafogo)

Rafael Bortoloti 
16/10/2017
08:00
Rio de Janeiro (RJ)

Dupla de promessas da base, queridinhos da torcida e os zagueiros mais jovens do Botafogo. Marcelo, de 21 anos, e Igor Rabello, com 22, têm boas chances de formar a dupla de zaga do Glorioso na próxima quarta-feira, às 21h45, contra o Avaí, na Ressacada em jogo da 29ª rodada do Brasileirão. Isso porque Carli está suspenso e os outros estão com pouco espaço. Emerson e Renan Fonseca não jogam desde agosto e Emerson Silva não atua há um mês, na vitória sobre o Santos.

Apesar disso, o aproveitamento dos garotos quando atuam juntos não é dos melhores. São 12 jogos, todos esse ano, atuando pelo menos um minuto junto e um aproveitamento de 33%: seis derrotas, três empates e apenas três vitórias. Mas tem que se destacar, claro, que em muitas dessas oportunidades, Jair optou por um time alternativo.

A estreia da dupla foi no Carioca, o empate em 1 a 1 com o Nova Iguaçu. Marcelo marcou o gol do Botafogo, mas não impediu o tropeço. A segunda partida foi a derrota de 2 a 0 para o Vasco, na final da Taça Rio. O time era reserva, Marcelo jogou de lateral-direito, foi expulso e o Glorioso ficou com o vice.

Depois vieram a derrota na primeira rodada do Brasileirão, o 2 a 0 para o Grêmio, e uma vitória em cima do Bahia: 1 a 0. Cinco rodadas mais tarde, uma partida emblemática: derrota em casa, para o mesmo Avaí, por 2 a 0. Rabello foi substituído no segundo tempo e o placar foi inalterado. Na rodada seguinte, revés de 1 a 0 para o Corinthians. Em jogo da 15° rodada, Marcelo entrou aos 40 da etapa complementar e o Botafogo empatou sem gols com o Atlético-PR.

Na Copa do Brasil, Marcelo voltou a ser acionado. Ele entrou no empate sem gols contra o Flamengo, na ida das semifinais, para suprir a expulsão de Carli. Alvinegro e Rubro-Negro empataram sem gols e o zagueiro foi escalado no jogo da volta, mas não impediu a queda para o rival.

Marcelo também entrou no segundo tempo da vitória sobre o Bahia, na 22ª rodada. Quando substituiu Carli, o jogo estava 1 a 1, mas o Alvinegro venceu por 2 a 1. Depois, foi titular na vitória de 2 a 0 sobre o Flamengo, na rodada seguinte. A última partida em que a dupla atuou junta foi na derrota de 3 a 2 para o Vitória. Marcelo substituiu Carli, aos 10 do segundo tempo, e o Glorioso sofreu dois gols na reta final daquele jogo.

Os jogos da dupla
Botafogo 1 x 1 Nova Iguaçu (gol de Marcelo)
Vasco 2 x 0 Botafogo (expulsão de Marcelo, que atuou como lateral-direito)
Grêmio 2 x 0 Botafogo
Botafogo 1 x 0 Bahia 
Botafogo 0 x 2 Avaí (Rabello substituído no segundo tempo, mas o placar foi inalterado)
​Corinthians 1 x 0 Botafogo 
Atlético-PR 0 x 0 Botafogo (Marcelo entrou aos 40 do segundo tempo)
Botafogo 0 x 0 Flamengo (Marcelo entrou aos 36 do segundo tempo)
Flamengo 1 x 0 Botafogo 
Bahia 1 x 2 Botafogo (Marcelo entrou aos 10 e o Botafogo fez um gol no fim)
Botafogo 2 x 0 Flamengo 
Botafogo 2 x 3 Vitória (Marcelo entrou aos 10 e o  Botafogo sofreu uma virada no fim)