Neilton - Botafogo x Boavista

Neilton deve fazer sua terceira partida como titular na temporada (Foto: Wagner Meier/Lancepress!)

LANCE!
17/04/2016
08:00
Rio de Janeiro (RJ)

Já classificado, o Botafogo entra em campo hoje para cumprir tabela e, quem sabe, conquistar uma segunda posição na Taça Guanabara, que daria vantagem para a equipe nas semifinais do Carioca. Contudo, mais do que isso, a partida se tornou uma oportunidade para jogadores que vem sendo reservas no decorrer do ano. E um deles é Neilton. O site do LANCE! transmite o jogo em tempo real.

O ano de 2016 tem sido bem complicado para o atacante de 22 anos. Na primeira semana da pré-temporada alvinegra, em Domingos Martins, ele sofreu uma lesão muscular. Quando foi retornar, acabou diagnosticado com um desequilíbrio muscular nas coxas. Perdeu os cinco primeiros jogos do Botafogo no ano.

Quando voltou, viu um time encaixado e acabou perdendo o lugar entre os titulares - conquistado após uma boa Série B no ano passado. Nessa temporada, disputou 11 jogos -foi titular apenas contra o Coruripe e contra o Boavista, adversário de logo mais - e marcou um gol de pênalti. Ele tem entrado no meio das partidas e tido pouco tempo em campo.

– O Neilton é meu amigo pessoal. Se algo não está certo, só com o trabalho em campo vai melhorar. O Neilton, apesar de novo, tem certa experiência. Sabe lidar com isso. Mas é lógico que ele quer jogar. Ninguém esta feliz no banco. Mas o professor tem as decisões dele e a gente tem que respeitar. Temos que estar preparados para quando surgir a oportunidade – lembrou Rodrigo Lindoso no começo da semana.

Até por isso, os representantes do jogador já consideram uma possível transferência de Neilton para o futebol europeu. Clubes de Portugal procuraram o atleta, que veria com bons olhos uma negociação se continuar não sendo muito aproveitado. Hoje, contra o Boavista, em Bacaxá, o atacante pode começar a reescrever sua história dentro do Botafogo.

Salário alto prejudica
Além da questão técnica, o que preocupa sobre o momento vivido pelo atacante, dentro do Botafogo, é a questão salarial. Neilton recebe o segundo maior vencimento do elenco - atrás de Jefferson - e a cúpula não acha que vale a pena manter o jogador para ser banco. Ele está emprestado pelo Cruzeiro.