Botafoguense, Renan Calheiros pode colaborar em negócio com a Caixa (Foto: Divulgação)

Botafoguense, Renan Calheiros pode colaborar em negociação do clube com a Caixa Econômica (Foto: Divulgação)

Felippe Rocha
14/03/2016
20:28
Rio de Janeiro (RJ)

O Botafogo se movimenta nos bastidores para conseguir o tão sonhado patrocínio da Caixa Econômica Federal. Além da negociação já declarada pelo presidente do clube, Carlos Eduardo Pereira, indiretamente, Carlos Augusto Montenegro, ex-mandatário do Glorioso, faz contatos para ajudar o clube. O ex-dirigente acionou o presidente do Senado, Renan Calheiros, para que auxilie nas tratativas com a estatal, presidida por Miriam Belchior.

Renan Calheiros é botafoguense, e já recebeu representantes alvinegros em outros momentos de sua longa vida política. Atualmente, o parlamentar é alvo de inquéritos na Operação Lava-Jato, que investiga supostos desvios de verba da Petrobras. Ele também foi citado no depoimento à Polícia Federal de Delcídio Amaral, ex-líder do governo na Câmara.

O Glorioso obteve, na última sexta-feira, as Certidões Negativas de Débito (CNDs), necessárias para que o clube pudesse acertar com o banco ou qualquer outra empresa pública. Com os documentos em mãos, o clube pretende organizar a conturbada vida financeira. Da Caixa, almeja um montante que gira entre R$ 12 milhões e R$ 15 milhões.