Botafogo x Figueirense - Campeonato Brasileiro (Foto: Cleber Mendes/LANCE!Press)

Último duelo pelo Brasileiro traz péssimas lembranças ao torcedor alvinegro (Foto: Cleber Mendes/LANCE!Press)

LANCE!
22/06/2016
08:00
Rio de Janeiro (RJ)

Em 2007, o time enchia os olhos da torcida, sob o comando de Cuca. Contudo, uma eliminação contra o rival de hoje, no Maracanã, enterrou o sonho alvinegro pelo título nacional. Em 2011, a equipe não perdia no Nilton Santos há 18 jogos e estava invicta no Brasileiro. Até enfrentar o rival de hoje, que acabou com as chances de ida para a Libertadores. Ano passado, derrota com gol aos 48, eliminação da Copa do Brasil e demissão de René Simões. O Botafogo enfrenta o Figueirense hoje, às 21h, no Mário Helênio, em Juiz de Fora, para fugir da crise e do adversário que tem sido uma pedra no sapato alvinegro nos últimos anos. O site do LANCE! transmite em tempo real.

Além de sair da zona de rebaixamento e fugir de uma possível crise, os três pontos hoje representariam uma maior tranquilidade para o técnico Ricardo Gomes continuar trabalhando.

Até porque, a sequência de jogos é complicada. Depois, o Botafogo visita o Internacional no Beira-Rio e o Atlético-MG no Horto. E a pressão da torcida com uma sequência de resultados negativos seria alta:

– A gente sabe que o torcedor não quer saber se o time é jovem ou não é jovem. Ele quer que o Botafogo vença. Enquanto as vitórias não chegarem com certa frequência para sairmos dessa parte da tabela, a torcida vai ficar sempre impaciente. A torcida quer o melhor do Botafogo, e não é com derrota que você consegue – admitiu o técnico Ricardo Gomes no último domingo.


Além de exorcizar o fantasma Figueirense, o Botafogo pode deixar a zona de rebaixamento e conquistar o seu terceiro triunfo no campeonato. Para isso, a equipe busca inspiração na última vez que esteve em Juiz de Fora, quando venceu o Atlético-PR por 2 a 1.
O FANTASMA DO FIGUEIRA

2015
A eliminação para o Figueirense na Copa do Brasil, em pleno Nilton Santos, resultou em mudanças na diretoria e na demissão do técnico René Simões.

2014
O Botafogo recebeu o Figueirense em São Januário. Era um jogo primordial para a tentativa de fugir do rebaixamento. Contudo, acabou sendo derrotado por 1 a 0. Para piorar a situação, Jóbson desperdiçou um pênalti emblemático no final do jogo.

2011
Botafogo não perdia no Nilton Santos a 18 jogos e o time comandado por Caio Júnior brigava por vaga na Libertadores. Uma derrota por 1 a 0 para o Figueira, com gol de Júlio César, iniciou a derrocada alvinegra.

2007
Eliminação sofrida na Copa do Brasil, onde o Alvinegro teve dois gols mal anulados e não foi a final por falha do então goleiro Júlio César.