Alemão - Botafogo

Alemão chegou ao Botafogo há cerca de dois meses e já está adaptado (Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo)

Felippe Rocha
23/10/2016
08:00
Rio de Janeiro (RJ)

A missão não seria fácil. Sair do Bragantino, na Série B e na luta contra o rebaixamento, para substituir um dos jogadores mais regulares do já ascendente Botafogo, na Série A. Luis Ricardo já tinha o diagnóstico de não atuar mais nesta temporada, e Alemão, apesar de não ter sido titular de início, tomou a posição e fez por onde para não mais sair. Também pudera. Em cinco jogos, cinco vitórias e duas assistências. Uma de direita e uma de esquerda. Poderia ser melhor este início?

- Nós sempre trabalhamos para darmos o melhor para a equipe e para ter o melhor desempenho, mas não esperava um começo tão avassalador assim, com cinco vitórias. Claro que trabalhamos para isso e foram duas assistências para o Rodrigo Pimpão, e o mais importante é mais a entrega do que a autoanálise - minimiza o lateral direito.

Alemão foi contratado por empréstimo até o fim deste ano, e tem contrato com a equipe paulista até próximo estadual. Mas ele foi cogitado em General Severiano antes mesmo de o titular precisar operar o tornozelo esquerdo. O atual camisa 4 do Glorioso estava no time que empatou e perdeu os duelos válidos pela Copa do Brasil.

- Minha vinda foi repentina (no penúltimo dia de inscrições). Então vim com um contrato de empréstimo, me adaptei ao time e à qualidade de vida do Rio de Janeiro. Estou feliz, ajudando e a vontade de ficar é grande. Se houver o interesse do Botafogo, o Bragantino não vai criar empecilho. Ainda não houve conversa, procuro trabalhar sem ansiedade. A vontade de ficar é imensa, mas vamos ver - sonha.

O Botafogo deve, a partir das próximas semanas, começar a planejar a próxima temporada. Aos 26 anos, Alemão está no auge físico e tem a primeira experiência na Série A do Campeonato Brasileiro.

Tecnicamente, porém, é indiscutível. Se continuar assim, o clube vai querer contratá-lo.