Arão em treino do Botafogo (Vitor Silva / SSPress / Botafogo)

Arão em treino do Botafogo (Vitor Silva / SSPress / Botafogo)

Paulo Victor Reis
29/11/2015
05:05
Rio de Janeiro (RJ)

O volante Willian Arão segue com o futuro indefinido. O Botafogo pagou, na sexta-feira, R$ 400 mil que garantiriam a renovação automática de contrato do jogador, até 2017, mas o caso está longe de um ponto final. O LANCE! entrou em contato com o pai do jogador, Flávio Arão, e ele afirmou que terá uma reunião com a diretoria alvinegra ainda neste domingo.

Arão devolveu os R$ 400 mil pagos pelo Botafogo horas depois da transferência ter sido realizada, o que irritou os torcedores alvinegros. A negativa deixou clara a discordância com os termos do clube, que cansou de negociar e decidiu tomar uma medida preventiva, para garantir a renovação.

Ao que tudo indica, o caso deve ser resolvido na Justiça. O Botafogo promete lutar até as últimas instâncias para fazer valer os seus direitos. 

Em entrevistas concedidas recentemente, Arão negou ter qualquer tipo de pré-acordo com o Flamengo, que tem interesse na contratação do volante. 

A torcida alvinegra hostilizou o jogador no jogo deste sábado, contra o América-MG. Os botafoguenses ficaram muito satisfeitos com a atitude da diretoria, de exercer a renovação automática  de contrato, e agora pegam no pé de Arão.