(

Atacante marcou nove gols com a camisa do Botafogo (Foto: Vitor Silva/SSPRESS/Botafogo)

Vinícius Britto
25/05/2016
08:00
Rio de Janeiro (RJ)

Da comparação com Neymar até a falta de oportunidades no Cruzeiro bicampeão brasileiro. Mesmo com a curta carreira, a trajetória de Neilton no futebol é marcada por altos e baixos. E no Botafogo não seria diferente. Depois de um começo entusiasmante, o atacante iniciou 2016 em baixa, sendo preterido e tendo que tratar de uma lesão. Mas, acostumado com a superação, o jogador de 22 anos retoma seu lugar na equipe e busca o papel de protagonista do Botafogo nesta quarta, às 19h30, contra o Atlético-PR, no Mário Helênio, em Juiz de Fora. O site do LANCE! transmite a partida.

Neilton chegou ao Botafogo em julho de 2015, após empréstimo do Cruzeiro. Pelo clube, recuperou o bom futebol que o fez se destacar no Santos e foi um dos pilares da campanha do título da Série B. Até por isso, a diretoria se esforçou por sua permanência e renovou o vínculo até o final deste ano, com Neilton recebendo um dos maiores salários do elenco, atrás de Jefferson.


Depois disso, a derrocada. O atacante teve uma lesão muscular na pré-temporada do Botafogo, em Domingos Martins, e perdeu o início do Campeonato Carioca. Depois, se viu fora do time e preterido pelo técnico Ricardo Gomes na hora da escolha dos onze iniciais.
- No Carioca, eu conversei com o professor Ricardo, com a comissão técnica e tudo mais... por causa da minha lesão e das férias, acabei ficando para trás de todos. Fui treinando, me recuperando e agora me sinto melhor - disse ele.

Depois de quase carta fora do baralho. Neilton agora vai recuperando o protagonismo no Botafogo. Ele foi titular nos últimos jogos, marcou duas vezes na Copa do Brasil e está empatado na artilharia alvinegra na temporada.

- Estou me sentindo bem agora. É pegar o ritmo necessário. Eu fiquei bastante tempo sem jogar. No Carioca, só entrava no finalzinho. Acabei ficando para trás, mas dei a volta por cima - disse Neilton em coletiva.

Agora, o atacante que, mesmo jovem, já tem história de sobra para contar no futebol, busca o protagonismo que antes parecia uma certeza nesse Botafogo de 2016. E a grande oportunidade surge nesta quarta, contra o Atlético-PR.

Recusou propostas quando esteve preterido


Quando estava sem chances entre os titulares da equipe, foi especulado uma possível saída de Neilton do clube. O atacante até revelou ter recebido propostas, mas reforçou o desejo de permanecer e disse se arrepender de não ter acertado com o Botafogo antes (ele quase acertou no início de 2015):

– Em momento algum eu estive triste aqui. No ano passado, fiz um excelente campeonato. Esse ano, acabei perdendo meu espaço, jogando pouco no Carioca. Recebi proposta para sair e tudo, mas optei por ficar no Botafogo. Me senti em casa e, se pudesse teria vindo antes – afirmou o atacante de 22 anos.