Canales Botafogo (foto:Divulgação/botafogo)

Canales  tem lesões crônicas (foto:Divulgação/botafogo)

RADAR / LANCE!
08/06/2016
18:38
Rio de Janeiro (RJ)

A espera do torcedor do Botafogo por Gustavo Canales promete ser bem difícil. Além de estar de molho por um mês por uma lesão no pé direito diagnosticada antes mesmo de entrar em campo pela primeira vez. Porém, as apostas não podem ser tão altas quanto ao atacante ser a esperança de gols do alvinegro.

Setorista da Universidad de Chile no "El Grafico Chile", Diego Espinoza, a frequência de lesões e a idade avançada tendem a atrapalhar a chance do argentino ser uma referência:

- Por mais que tenha muitos talentos, Canales não pode vir como esperança de gols de um time. No máximo, ele tende a dar um suporte para que o ataque tenha um bom rendimento. Seu grande problema é a série de lesões crônicas, que compromete uma sequência de jogos e até para que consiga fazer gols - detalhou, ao LANCE!.

As lesões, de fato, assolaram sua segunda passagem na Universidad de Chile. Foram pelo menos quatro momentos que comprometeram sua sequência no clube.

Uma delas ocorreu durante a partida entre La U e San Marco de Arias, pelo Apertura de 2014-2015, Após uma dividida, o atacante sofreu uma luxação no ombro direito.

Na mesma época, aconteceu uma nova lesão. No último treino antes de enfrentar o Colo Colo, o argentino torceu o tornozelo direito e o tirou de combate.

No entanto, a lesão mais grave veio em 2015. Devido a uma fratura no pé esquerdo, Canales saiu de campo e ficou um bom tempo no estaleiro.

Aos poucos, voltou a campo, mesmo no sacrifício. Porém, a sobrecarga causada pela lesão causou graves consequências: uma série de problemas em um dos joelhos, que o obrigou a se submeter a infitrações e a tomar anti-inflamatórios para jogar.