Ribamar - Atlético-MG x Botafogo

A expressão de dor foi imediata no rosto do centroavante do time de General (Thomas Santos/AGIF/Lancepress)

Felippe Rocha
01/07/2016
00:10
Rio de Janeiro (RJ)

As lágrimas de Ribamar, ao deixar a partida contra o Atlético-MG, já indicavam que notícia boa não era. A suspeita de lesão na coxa esquerda fez com que o centroavante do Botafogo fosse substituído por Sassá, ainda no primeiro tempo, e precisasse ser amparado por colegas, no banco. E o centroavante, que estava em vias de ser negociado, pode permanecer em General Severiano.

Na terça-feira, a diretoria do Glorioso teve uma reunião com o representante de Ribamar. Em pauta, a proposta de quase R$ 10 milhões, do exterior, pelo jogador. O negócio não havia sido sacramentado exatamente por causa da partida desta quinta-feira, e, nesta sexta, as partes devem voltar a se falar.

Contudo, o centroavante vai precisar ser reavaliado, no Rio, para melhor diagnóstico. Já era possível que o duelo de alvinegros fosse a última partida do atacante. Agora, é preciso esperar para saber quando ele vai voltar a jogar. O técnico Ricardo Gomes ponderou a possibilidade de perder o atleta por lesão ou pela eventual transferência.

- Não será o primeiro nem o último. Tem uma boa cabeça, é humilde e por isso esse interesse. Parece que tem um clube francês, um grego... Não sei, na verdade, mas já esperava. Ele está aprendendo e tem qualidades. Tem que aprender a correr menos e evoluir tecnicamente. Não sei se vamos perdê-lo, mas seria uma pena. Tem o Sassá, mas é melhor ter o Sassá e o Ribamar - diz.