Igor Siqueira
17/04/2016
18:02
Rio de Janeiro (RJ)

Botafogo teve mais uma atuação instável, mas não tropeçou diante do Boavista. Com Leandrinho marcando pela primeira vez como profissional, o Alvinegro derrotou o time de Saquarema, em Bacaxá, por 1 a 0, neste domingo, e terminou a Taça Guanabara na terceira colocação.

O próximo compromisso do Botafogo já será pelas semifinais do Carioca. E o adversário será o Fluminense, com o Tricolor tendo a vantagem do empate.

O roteiro da atuação alvinegra foi o mesmo daquele apresentado em diversas partidas neste Carioca – especialmente contra os times pequenos. A chama do Botafogo ficou sem brilho na maior parte da etapa inicial. O sol escaldante intimidou as duas equipes.

Curiosamente, a monotonia foi deixada de lado só depois da parada técnica/médica. Isso não significou, no entanto, o fim das “cenas lamentáveis” (não no sentido violento, mas nos maus-tratos à bola). Bruno Silva, por exemplo, protagonizou uma furada constrangedora dentro da área, desperdiçando oportunidade clara para o Fogão. Quem também falhou na hora “H” foi Henrique, Luis Henrique.

Ainda com chances de classificação, o Boavista precisou se arriscar no ataque. Boas oportunidades foram criadas pela ponta direita. Mas, felizmente para o Botafogo, Jefferson não acompanha o nível do resto do time e trabalhou bem.

Não é porque obteve a classificação antecipada que o Botafogo tinha descompromisso com o jogo. Só que mais uma vez a articulação das jogadas foi deficiente. No segundo tempo, Neilton caiu ainda mais de produção, assim como Salgueiro e Gegê. A entrada de Ribamar logo para a volta do intervalo, substituindo o amarelado Luis Henrique, até fez com que o setor ofensivo do Botafogo tivesse uma peça mais dinâmica.

Mas Ricardo Gomes continuou insatisfeito. O técnico sacou Salgueiro e mostrou ter estrela. O substituto escolhido foi Leandrinho. Três minutos depois de entrar, o meia de 19 anos aproveitou o rebote em uma finalização de Ribamar e chutou fraco. Como tem coisas que só acontecem com o Botafogo – também para o bem – a bola passou lentamente por baixo do goleiro Vinícius e entrou “rastejando” na meta do Boavista.

O primeiro gol como profissional de Leandrinho foi mais do que suficiente para a vitória, já que o Boavista não conseguiu a reação.

BOAVISTA 0 X 1 BOTAFOGO
Local: Elcyr Resende de Mendonça, em Saquarema (RJ)
Data/Hora: 17/4/2016, às 16h
Árbitro: Mauricio Machado Coelho
Assistente: Wagner de Almeida Santos e Thiago Henrique Farinha
Cartões amarelos: Thiaguinho, Willian Maranhão (BOA); Emerson Silva, Rodrigo Lindoso, Luis Henrique (BOT);
Gols: Leandrinho, 29'/2ºT (0-1)

BOAVISTA: Vinícius, Thiaguinho (Léo Cunha, 26'/2ºT), Victor (Marquinho, 31'/2ºT), Anderson Luiz e Davi; Douglas Pedroso, Willian Maranhão, Júlio César e Guilherme Costa; André Luis e Matheus Paraná (Nicácio, 3'/2ºT). Técnico: Rodrigo Beckham

BOTAFOGO: Jefferson; Luís Ricardo, Renan Fonseca, Emerson Silva e Diogo; Rodrigo Lindoso, Bruno Silva, Gegê (Gervasio Núñez, 26'/2ºT) e Salgueiro (Leandrinho, 26'/2ºT); Neilton e Luís Henrique (Ribamar, intervalo). Técnico: Ricardo Gomes.