Roger, atacante e artilheiro da Ponte Preta (Foto: Divulgação / FábioLeoni / PontePress)

O experiente Roger viveu, em 2016, a melhor temporada da carreira (Foto: Divulgação / FábioLeoni / PontePress)

LANCE!
12/11/2016
07:00
Rio de Janeiro (RJ)

O Campeonato Brasileiro ainda não acabou e o Botafogo está próximo, mas ainda não garantiu vaga na próxima Taça Libertadores. Porém, o ano já está quase no fim e a diretoria do Glorioso já sabe os ajustes que precisam ser feitos em termos de renovações e contratações.

Não é nada longe do óbvio, mas há um desejo mútuo pela renovação de Sidão, que deve ocorrer em breve; Victor Luís, que depende do Palmeiras e de Zé Roberto; Diogo Barbosa e Neilton, cujas renovações ainda devem se tornar novelas até serem resolvidas. O lateral-direito Alemão também pode ficar.

Para reforçar o grupo, as atuais movimentações indicam as maiores preocupações. Roger já está acertado para comandar o ataque; o ponta Marinho e o meia João Paulo receberam propostas: sinal de que o ataque pouco produtivo do primeiro semestre não foi esquecido.

Antes mesmo do fim do atual Brasileirão, é provável que novidades concretas surjam em General Severiano.