Começa a era Ricardo Gomes no Botafogo. Técnico encontrou dificuldades no início

Treinador indica o caminho aos menos experientes do elenco alvinegro (Foto: Cleber Mendes/LANCEPRESS)

LANCE!
11/01/2016
08:34
Rio de Janeiro (RJ)

Apostar na categoria de base é, talvez, a saída mais viável para um clube que trabalha com orçamento reduzido. No caso do Botafogo é exatamente isso que acontece em 2016. Ainda atento ao mercado e com apenas seis reforços confirmados até agora, o clube trabalha com dois terços do elenco formado nas categorias de base.

Pelo menos foi assim na apresentação do grupo à torcida no último sábado. Dos 26 jogadores em campo, 15 foram revelados em General Severiano. Alguns já estão no profissional há alguns anos. Outros são iniciantes. É o caso, por exemplo, do lateral-direito Marcinho, do zagueiro Igor Rabello e do meia Leandro. Todos eles subiram neste ano e já são observados de perto pelo técnico Ricardo Gomes na primeira semana.

Camisa 10 da base e considerado uma das grandes promessas do clubes, Leandro, de 19 anos, comemorou a chegada ao time principal, mas mostrou estar com os pés no chão.

- Conversei pouco com o professor Ricardo Gomes. Ainda estamos mais nessa fase de exames e treinos físicos. Penso em dar o meu melhor. Se o Ricardo Gomes gostar... Mas acima de tudo respeitando meus companheiros, que têm mais tempo de profissão do que eu. A ideia é corresponder quando precisarem de mim. Espero contribuir - comentou.

Tanto Leandro quanto Marcinho ainda têm idade para jogar nos juniores. Poderiam, inclusive, integrar o time que disputou a Copa São Paulo de Futebol Júnior neste ano, mas por um pedido da comissão técnica já são observados no elenco principal. O lateral-direito comemorou o alto número de jogadores formados no clube neste início de temporada.

- O mérito de estar no profissional é esse. Ter alguém para olhar pela gente. Tem alguns exemplos de sucesso, como Gabriel, Dória, Vitinho e outros. O bom é que o clube não gasta dinheiro em contratação. Paga salário dos garotos que têm contrato, mas já cuida deles há um tempo. É colher os frutos. A diretoria está de parabéns - disse.

Apesar disso, a diretoria ainda busca reforços para deixar o elenco mais forte. Afinal de contas, muitos jogadores deixaram o clube e poucos chegaram até agora.