Jair Ventura

O Botafogo de Jair Ventura terminou em quinto e com a classificação para a Libertadores (Foto: Divulgação / BFR)

LANCE!
11/12/2016
20:23
Rio de Janeiro (RJ)

O sonho, antes distante, virou realidade. De postulante ao rebaixamento, o Botafogo termina o Brasileirão classificado para a Libertadores do ano que vem. E muito por conta do trabalho do técnico Jair Ventura, que pegou o time dentro da zona de rebaixamento e, depois de um turno, devolveu o Glorioso para a competição continental. Na entrevista depois da jogo em Porto Alegre, após vencer o Grêmio por 1 a 0, o comandante alvinegro lembrou do discurso pés no chão na época da arrancada e comemorou o feito com o clube:

- Alguns me criticavam que eu não tinha ambição. É o que eu mais tenho. Não gosto de vender sonho, gosto de concretizar sonhos. E esse virou realidade. Nosso objetivo sempre foi esse: Libertadores. Melhor estar do que falar - destacou o técnico, que ainda lembrou das dificuldades da partida na Arena:


- Um jogador a menos contra o Grêmio, fora, que acabou de ser campeão da Copa do Brasil. Não é para qualquer um. Força do grupo. Nossa maior estrela foi o jogo coletivo. Agradeci a todos, não ia adiantar nada eu chegar com boas ideias e o grupo não abraçar. Participei como auxiliar em 2013 e agora de maneira efetiva em 2016 nessa classificação - completou, muito feliz, um dos principais responsáveis pela arrancada alvinegra no Brasileirão.

O triunfo foi o décimo segundo do comandante desde que assumiu o clube. No geral - contando com 2013 e 2015, quando comandou a equipe em quatro jogos - Jair Ventura dirigiu o Botafogo em 26 jogos, com 14 vitórias, cinco empates e sete derrotas, e a vaga na Libertadores de 2017 na bagagem.