Mimi Sodré

O meio-campista Mimi Sodré se tornou um dos primeiros ídolos do clube de General Severiano (Foto: Arquivo Lance)

Felippe Rocha, Vinícius Britto e Vinícius Perazzini
15/07/2016
06:00
Rio de Janeiro

Será com um clássico a inauguração da Arena Botafogo. Neste sábado, o Glorioso faz, contra o Flamengo, o primeiro jogo de seu novo estádio entre os profissionais - os juniores já atuaram no local, há pouco mais de duas semanas. Mas se ganhar é bom e se ganhar clássico eleva o moral, poucas coisas são tão alvinegras como uma boa recordação. Pois a primeira partida que o estádio de General Severiano recebeu foi um igual duelo entre a equipe rubro-negra e o time da Estrela Solitária, que venceu por 1 a 0.

E não acaba por aí. Aquela partida de 13 de maio de 1913 foi a primeira entre os rivais deste sábado. O autor daquele histórico trinfo botafoguense foi Mimi Sodré. O meio-campista é um dos nomes históricos do Glorioso e tinha outros dois irmãos na equipe: Emanuel, que não jogou aquela partida, e Lauro. Mas é uma das filhas, Maria Pérola, de 93 anos, quem conta um pouco das histórias daquele tempo.

- Papai falava sempre e falava muito do Botafogo. Era um entusiasta. Ele tinha outros dois irmãos que também jogavam e eram extremos. Ele era meia. Os filhos dele são todos botafoguenses. A família inteira. Eu assisti a alguns jogos. Quando éramos pequenos, não dava para ir. Acompanhamos alguns, mas, como ele era militar, teve que sair do Rio e nós o acompanhamos. Mas ele sabia e contava todas as histórias do Botafogo para nós - lembra Maria Pérola Sodré, em contato com o LANCE!.

Está bom de inspiração para o jogo deste sábado, pelo Campeonato Brasileiro? Na inauguração do Engenhão, ainda sem a alcunha de Nilton Santos, vitória sobre o Fluminense por 2 a 1, em 2007. Isso, antes da entrega oficial. O primeiro jogo daquela era foi contra o River Plate, da Argentina. Nova vitória, esta por 1 a 0, gol de falta do lateral-direito e meia Joílson.

Mimi Sodré
Maria Pérola, com o irmão Luiz, em reportagem do LANCE! de 2010 (Foto: Gilvan de Souza/Lancepress)

- São épocas diferentes. Aqui a gente vê foto de grandes jogadores, e ficamos felizes por isso. É claro que gostaríamos de vencer, mas claro que vamos respeitar o adversário e jogar para vencer - avisa o também lateral Luis Ricardo.

A Arena Botafogo espera por novas histórias, novos heróis e, principalmente, novas vitórias do Glorioso. Se a superstição, a história e a saudade fazem parte do imaginário botafoguense, que continuem a inspirar, a partir das 16 horas deste sábado.

Botafogo 1 X 0 Flamengo
Local: General Severiano
Data: 13/5/1913
Gol: Mimi Sodré

Jogo nº 1 da história entre os clubes e de General Severiano.

Botafogo: Álvaro Werneck; Edgard Dutra e Hugh Pullen; Pino, Rolando de Lamare e Juca Couto; Villaça, Abelardo de Lamare, Facchine, Mimi Sodré e Lauro Sodré.

Flamengo: Cazuza; Píndaro e Nery; Gallo, Amarante e Lawrence; Baiano, Borgerth, Figueira, Del Nero e Raul de Carvalho.