Ricardo Gomes

Entrosamento é um obstáculo para início de Brasileiro do Botafogo (Foto: Vítor Silva/SSPress/Botafogo)

RADAR / LANCE!
15/06/2016
17:04
Rio de Janeiro (RJ)

O início instável do Botafogo no Brasileirão não está restrito ao fato de estar na última colocação. Tendo de lidar com baixas, o técnico Ricardo Gomes faz frequentes mudanças na equipe titular, atitude que é vista com ressalvas por ídolos que fizeram história no Alvinegro.

Campeão brasileiro em 1995, e carioca nos anos de 1989, 1990 e 1997, Gonçalves aponta as idas e vindas como prejudiciais, mas corriqueiras:

- O ideal é você conseguir definir um time o mais rápido possível. Mas, ao ver que os resultados não chegam, o técnico tem a tendência de cair no erro de fazer mudanças. E nem sempre, a equipe consegue dar respostas à torcida - afirmou, ao LANCE!.

O ex-zagueiro ainda alerta para a necessidade de uma formação de uma equipe rapidamente no Botafogo:

- O Botafogo tem de ficar atento, porque outras equipes estão se qualificando, e conseguindo um equilíbrio. O Alvinegro precisa encontrar um entrosamento, formar um time capaz de reagir.

Campeão da Taça Brasil de 1968, do Rio-São Paulo de 1966 e dos Cariocas de 1967 e 1968, Afonsinho crê que as carências do Botafogo são um problema para a sequência do Brasileirão:

-  O Botafogo vinha com um trabalho bem organizado pelo Ricardo Gomes, mas esteve sempre com o elenco no fim da navalha. Com tantos desfalques, resta montar o time "na conta do chá" - disse, ao LANCE!.

O ex-meia reconhece que o entrosamento tornou-se um pesadelo para a equipe:

- O Ricardo (Gomes) sabe da necessidade de fixar o time, de jogar juntos. Mas, diante dessas lesões e de jogadores estrearem fora de forma, não tem saída.