Botafogo x Volta Redonda

Ricardo conquistou a Copa do Brasil em 2011, pelo Vasco (Foto: Paulo Sergio/Lancepress!)

LANCE!
05/04/2016
08:00
Rio de Janeiro (RJ)

A estreia do Botafogo na Copa do Brasil, na noite desta terça-feira, contra o Coruripe, será especial. Não pelos times, pela data ou coisas relacionadas diretamente ao “campo e bola”, como dito no jargão. Na verdade, o elemento principal da partida estará à beira do gramado.

O confronto de logo mais vai marcar o reencontro do técnico Ricardo Gomes com a competição da qual ele foi campeão em 2011, quando comandava o Vasco, meses antes de sofrer um grave AVC que o afastou por quatro anos da função de treinador. Voltou ano passado sob grande festa e, agora, começa uma nova caminhada para, talvez, reviver aquela glória de anos atrás, mas, desta vez, pelo time alvinegro. A partida, que será às 21h30, terá transmissão em Tempo Real no site do LANCE!

Da final contra o Coritiba, no Couto Pereira, jogo em que o Vasco sagrou-se campeão, ao clássico com o Flamengo, pelo primeiro turno do Campeonato Brasileiro, partida que ficou marcada pelas imagens de Ricardo Gomes saindo de ambulância do Engenhão, foram dois meses e 20 dias. Dali em diante, o treinador lutou primeiro pela vida e posteriormente, para voltar ao futebol. E conseguiu! O primeiro desafio foi como dirigente, ainda no Vasco, mas queria mesmo era estar comandando algum time. 

Alcançou o objetivo ano passado, após o Alvinegro demitir René Simões justamente após a eliminação na Copa do Brasil, ainda na terceira fase – depois de um empate com o Figueirense em 2 a 2 no primeiro jogo e derrota por 1 a 0, em casa. Ganhou a Série B e tem moral com todos dentro do clube.

Conhecedor da competição, Ricardo pede muita atenção ao elenco para que essas partidas contra os times de menor investimento não se tornem um obstáculo para o andamento da temporada.

– Copa do Brasil é outra competição, e é a única chance desses times de menor expressão vencerem um grande e conseguirem entrar na vitrine. Temos que ter muito cuidado com as surpresas – disse o comandante alvinegro.

Nem o empate diante do Flamengo, no último fim de semana, pelo Campeonato Carioca, tirou a confiança do treinador.

– Temos de enfrentar (o Coruripe) com bom padrão. Nosso time foi um pouco abaixo do normal, mas confiante no futuro – afirmou.