icons.title signature.placeholder Paulo Victor Reis
icons.title signature.placeholder Paulo Victor Reis
23/08/2015
06:31

Com apenas 21 anos, Neilton é visto por muitos como um jogador de grande potencial. Ele surgiu nas categorias de base do Santos, com boas atuações e despontou em 2013 no profissional. No entanto, ele deixou o Peixe após uma conturbada negociação e foi para o Cruzeiro. Lá, jogou pouco e não emplacou. Emprestado ao Botafogo, ele voltou a chamar atenção com dribles e gols. Ao que parece, chegou a hora da outrora promessa virar realidade e se firmar de vez.

Em entrevista ao LANCE!, o atacante comentou que defender o Glorioso é a grande chance da carreira.

– Tem muita gente que queria estar no nosso lugar (de jogadores), num clube de tradição, grande como o Botafogo. Eu tenho esse privilégio. O clube foi atrás da minha contratação e fico feliz por estar correspondendo. Vou me dedicar cada vez mais para ajudar. Estou concentrado em ajudar o Botafogo a voltar à Série A – afirma o jovem atleta.

Neilton estará no comando do ataque alvinegro na manhã deste domingo, contra o Paysandu, às 11h, no Estádio Nilton Santos, em jogo válido pela 20ª rodada da Série B. A partida é mais um grande desafio para o Glorioso e também para o garoto nascido em Nanuque, Minas Gerais.

Em cinco jogos pelo Alvinegro na Série B, Neilton fez dois gols e foi decisivo na vitória de virada sobre o América-MG, por 2 a 1. Ele foi o autor do gol que deu os três pontos ao Botafogo, demonstrando frieza na finalização cara a cara com o goleiro.

Nos dois dias seguintes ao resultado positivo diante do Coelho, o elenco alvinegro teve folga e descansou. As 48 horas longe da bola foram suficientes para deixar Neilton com muita fome de bola.

– Fiquei agoniado em casa esperando para treinar (risos). Isso é bom para o grupo e para mim. Estou focado e interessado. Só temos a crescer com isso. É bom ter este momento, esta coisa de fome de bola – comenta o jogador.

A partida do Botafogo de Neilton contra o Paysandu terá transmissão em tempo real pelo site do LANCE!. O Glorioso tem 36 pontos e precisa de cerca de mais 30 para garantir o retorno à Série A. Portante, hoje é dia de batalha.

O ESTILO NEILTON: VAIDADE ASSUMIDA E ALEGRIA PARA LEVAR A VIDA

Durante a entrevista concedida ao LANCE! e também nas coletivas, o atacante Neilton manteve sempre a mesma fisionomia: o sorriso no rosto. Ele conta que este estilo alegre e brincalhão é uma coisa natural e da qual tem muito orgulho.

– Este é o meu jeito mesmo, não tenho do que reclamar da vida. Desde pequeno, sempre fui de dar risada. Claro que tenho as preocupações diárias, mas procuro guardar para mim. Por fora, quem me ver, vai me ver sorrindo. Esta é a vida que temos, felizmente. Estou vivendo o sonho de ser jogador de futebol e estar construindo a minha carreira. Este é o meu jeito, alegre. Até mesmo no Cruzeiro, eu estava sempre sorrindo. Parecia que não estava com nenhum problema, mas é meu jeito – diz.

No dia a dia no Botafogo, Neilton chama atenção também pelo visual. Ele tem um corte de cabelo curioso e usa brincos.

– Sou vaidoso, gosto muito dessas coisas. Trabalhei para isso, para conquistar as coisas que sonhava em ter. Mas não é para querer me exibir, é porque gosto. Desde a base do Santos, eu usava brinco e tinha cuidado com o cabelo – conta.


Neilton posou para o LANCE! durante treino do Botafogo

BATE-BOLA COM O ATACANTE NEILTON

LANCE!: Você costuma finalizar com a parte lateral do pé. Explique por que faz isso com costume?

Neilton: Não tenho muita força no chute, meu negócio é mais jeito mesmo (risos). Eu treino muito esta chapada na bola. O meu forte em campo é esta chapada na finalização para o gol.

LANCE!: Desde que você chegou ao Botafogo, muito se falou sobre estas comparações com o Neymar. No início da carreira, chegaram a dizer que você era o novo Neymar. Esta história já deu o que tinha de dar?

Neilton: Neymar é um jogador extraordinário, fora da média. Mas ele tem o caminho dele. Quero ser conhecido como Neilton, não como o novo Neymar. Quero ser o primeiro Neilton. Neymar é um jogador que não tem comparação, de verdade. Procuro seguir a minha história. Ele tem os sonhos dele, e eu tenho os meus.

LANCE!: Pensa em ficar marcado na história do Botafogo?

Neilton: Claro, com certeza. Vim com este objetivo, de fazer história aqui e ser reconhecido. Meu contrato é curto, só até o fim da Série B do Campeonato Brasileiro e, caso não aconteceça de ficar aqui, pretendo deixar as portas abertas para o futuro. Espero conquistar o título da Série B e o carinho da torcida do Botafogo.

LANCE!: O que pode dizer sobre este seu momento pessoal?

Neilton: Estou aproveitando o momento. Felizmente, as coisas têm dado certo, não só pra mim. Estamos conquistando as vitórias. Só temos a crescer como grupo.

LANCE!: Quais são os seus ídolos no futbol? Alguém em especial?

Neilton: Nunca fui de ser fã de ninguém como sou do Ronaldo Fenômeno e do Ronaldinho Gaúcho. Já tive a chance de jogar contra o Gaúcho. Quando isso aconteceu, realizei um sonho de infância, pois sempre sonhei em jogar com ou contra eles.

Com apenas 21 anos, Neilton é visto por muitos como um jogador de grande potencial. Ele surgiu nas categorias de base do Santos, com boas atuações e despontou em 2013 no profissional. No entanto, ele deixou o Peixe após uma conturbada negociação e foi para o Cruzeiro. Lá, jogou pouco e não emplacou. Emprestado ao Botafogo, ele voltou a chamar atenção com dribles e gols. Ao que parece, chegou a hora da outrora promessa virar realidade e se firmar de vez.

Em entrevista ao LANCE!, o atacante comentou que defender o Glorioso é a grande chance da carreira.

– Tem muita gente que queria estar no nosso lugar (de jogadores), num clube de tradição, grande como o Botafogo. Eu tenho esse privilégio. O clube foi atrás da minha contratação e fico feliz por estar correspondendo. Vou me dedicar cada vez mais para ajudar. Estou concentrado em ajudar o Botafogo a voltar à Série A – afirma o jovem atleta.

Neilton estará no comando do ataque alvinegro na manhã deste domingo, contra o Paysandu, às 11h, no Estádio Nilton Santos, em jogo válido pela 20ª rodada da Série B. A partida é mais um grande desafio para o Glorioso e também para o garoto nascido em Nanuque, Minas Gerais.

Em cinco jogos pelo Alvinegro na Série B, Neilton fez dois gols e foi decisivo na vitória de virada sobre o América-MG, por 2 a 1. Ele foi o autor do gol que deu os três pontos ao Botafogo, demonstrando frieza na finalização cara a cara com o goleiro.

Nos dois dias seguintes ao resultado positivo diante do Coelho, o elenco alvinegro teve folga e descansou. As 48 horas longe da bola foram suficientes para deixar Neilton com muita fome de bola.

– Fiquei agoniado em casa esperando para treinar (risos). Isso é bom para o grupo e para mim. Estou focado e interessado. Só temos a crescer com isso. É bom ter este momento, esta coisa de fome de bola – comenta o jogador.

A partida do Botafogo de Neilton contra o Paysandu terá transmissão em tempo real pelo site do LANCE!. O Glorioso tem 36 pontos e precisa de cerca de mais 30 para garantir o retorno à Série A. Portante, hoje é dia de batalha.

O ESTILO NEILTON: VAIDADE ASSUMIDA E ALEGRIA PARA LEVAR A VIDA

Durante a entrevista concedida ao LANCE! e também nas coletivas, o atacante Neilton manteve sempre a mesma fisionomia: o sorriso no rosto. Ele conta que este estilo alegre e brincalhão é uma coisa natural e da qual tem muito orgulho.

– Este é o meu jeito mesmo, não tenho do que reclamar da vida. Desde pequeno, sempre fui de dar risada. Claro que tenho as preocupações diárias, mas procuro guardar para mim. Por fora, quem me ver, vai me ver sorrindo. Esta é a vida que temos, felizmente. Estou vivendo o sonho de ser jogador de futebol e estar construindo a minha carreira. Este é o meu jeito, alegre. Até mesmo no Cruzeiro, eu estava sempre sorrindo. Parecia que não estava com nenhum problema, mas é meu jeito – diz.

No dia a dia no Botafogo, Neilton chama atenção também pelo visual. Ele tem um corte de cabelo curioso e usa brincos.

– Sou vaidoso, gosto muito dessas coisas. Trabalhei para isso, para conquistar as coisas que sonhava em ter. Mas não é para querer me exibir, é porque gosto. Desde a base do Santos, eu usava brinco e tinha cuidado com o cabelo – conta.


Neilton posou para o LANCE! durante treino do Botafogo

BATE-BOLA COM O ATACANTE NEILTON

LANCE!: Você costuma finalizar com a parte lateral do pé. Explique por que faz isso com costume?

Neilton: Não tenho muita força no chute, meu negócio é mais jeito mesmo (risos). Eu treino muito esta chapada na bola. O meu forte em campo é esta chapada na finalização para o gol.

LANCE!: Desde que você chegou ao Botafogo, muito se falou sobre estas comparações com o Neymar. No início da carreira, chegaram a dizer que você era o novo Neymar. Esta história já deu o que tinha de dar?

Neilton: Neymar é um jogador extraordinário, fora da média. Mas ele tem o caminho dele. Quero ser conhecido como Neilton, não como o novo Neymar. Quero ser o primeiro Neilton. Neymar é um jogador que não tem comparação, de verdade. Procuro seguir a minha história. Ele tem os sonhos dele, e eu tenho os meus.

LANCE!: Pensa em ficar marcado na história do Botafogo?

Neilton: Claro, com certeza. Vim com este objetivo, de fazer história aqui e ser reconhecido. Meu contrato é curto, só até o fim da Série B do Campeonato Brasileiro e, caso não aconteceça de ficar aqui, pretendo deixar as portas abertas para o futuro. Espero conquistar o título da Série B e o carinho da torcida do Botafogo.

LANCE!: O que pode dizer sobre este seu momento pessoal?

Neilton: Estou aproveitando o momento. Felizmente, as coisas têm dado certo, não só pra mim. Estamos conquistando as vitórias. Só temos a crescer como grupo.

LANCE!: Quais são os seus ídolos no futbol? Alguém em especial?

Neilton: Nunca fui de ser fã de ninguém como sou do Ronaldo Fenômeno e do Ronaldinho Gaúcho. Já tive a chance de jogar contra o Gaúcho. Quando isso aconteceu, realizei um sonho de infância, pois sempre sonhei em jogar com ou contra eles.