icons.title signature.placeholder Paulo Victor Reis
icons.title signature.placeholder Paulo Victor Reis
25/08/2015
11:40

O Botafogo vai à Confederação Brasileira de Futebol (CBF) nesta terça-feira entregar um protesto contra a atuação do trio de arbitragem na derrota do Paysandu, por 3 a 2, no domingo. O Glorioso se sentiu prejudicado porque teve um pênalti marcado nos minutos finais da partida, mas depois o lance foi anulado por causa de um suposto impedimento. O técnico Ricardo Gomes também comentou, após a partida, que houve outra penalidade, ainda no primeiro tempo, não assinalada. 

O árbitro André Luiz de Freitas Castro (GO) e os auxiliares Cristhian Passos Sorence (GO) e Márcio Soares Maciel (GO) deixaram o Niltão sob muitas vaias dos torcedores alvinegros. 

O Glorioso é o vice-líder da Série B, com 36 pontos, e volta a campo nesta sexta-feira, contra o CRB, no Estádio Rei Pelé.

O Botafogo vai à Confederação Brasileira de Futebol (CBF) nesta terça-feira entregar um protesto contra a atuação do trio de arbitragem na derrota do Paysandu, por 3 a 2, no domingo. O Glorioso se sentiu prejudicado porque teve um pênalti marcado nos minutos finais da partida, mas depois o lance foi anulado por causa de um suposto impedimento. O técnico Ricardo Gomes também comentou, após a partida, que houve outra penalidade, ainda no primeiro tempo, não assinalada. 

O árbitro André Luiz de Freitas Castro (GO) e os auxiliares Cristhian Passos Sorence (GO) e Márcio Soares Maciel (GO) deixaram o Niltão sob muitas vaias dos torcedores alvinegros. 

O Glorioso é o vice-líder da Série B, com 36 pontos, e volta a campo nesta sexta-feira, contra o CRB, no Estádio Rei Pelé.