Octávio (Foto: Vítor Silva/SSPress)

Octávio foi revelado pelo Botafogo, foi emprestado, mas agora luta para retomar espaço no clube (Foto:Divulgação/BFR/Vítor Silva/SSPress)

RADAR/LANCE!
22/03/2016
17:05
Rio de Janeiro (RJ)

De volta a General Severiano na temporada passada, após passagem pela Fiorentina, da Itália, o meio-campista Octávio foi improvisado na lateral direita na vitória do Botafogo sobre o Madureira, por 1 a 0, no último domingo, pela segunda rodada da Taça Guanabara. O jogador, que entrou no lugar de Luís Ricardo, que deixou o campo machucado, foi muito elogiado pelo técnico Ricardo Gomes.

Satisfeito pela oportunidade, Octávio, de 22 anos, lembrou que foi prejudicado por uma lesão sofrida no fim da pré-temporada, realizada em janeiro, no Espírito Santo. Recuperado, retornou aos jogos diante do Madureira e lembrou a identificação dele com o clube, no qual iniciou a carreira.

- Eu fiz uma pré-temporada forte, vinha bem e no amistoso contra a Desportiva tive uma lesão na posterior e fiquei três meses fora. Depois desse tempo pude reestrear, é sempre bom e ainda mais com a vitória. A gente que vem da base tem uma ligação muito forte com o Botafogo e quando entramos em campo é para defender o clube de verdade. Não que os outros não façam isso, todos jogam pelo Botafogo, mas nós temos uma "ligação maior" e queremos sempre ver a instituição lá em cima. Por sermos cria de General sempre vai haver essa gana e vontade de vencer - afirmou Octávio, em entrevista ao site oficial do Botafogo.

Com uma grande campanha no Estadual até aqui, o Botafogo tem superado a desconfiança dos críticos e tem se apresentado de forma regular e ainda está invicto na competição, o que deixa Octávio animado para buscar o título.

No próximo domingo, o Glorioso enfrenta o Vasco, em São Januário, às 16h, pela terceira rodada da Taça Guanabara. Se Luís Ricardo não se recuperar em tempo para jogar, Octávio pode ser opção para para Ricardo Gomes na lateral direita mais uma vez. O jogador, lançado nos profissionais do clube pelo técnico Oswaldo de Oliveira, em 2013, se coloca à disposição e se diz pronto para colaborar.

- O nosso time foi muito questionado no começo do ano sobre a qualidade e estamos provando que nós temos. Todo jogador gosta de jogos grandes e eu espero sim ter sequência, estou trabalhando forte para isso, mas que dá a palavra final é o Ricardo. O que ele falar está decidido e só cabe obedecer - disse Octávio.