Carlos Eduardo Pereira

Carlos Eduardo Pereira anunciou a Arena Botafogo nesta sexta-feira (Foto: Divulgação/Botafogo)

Matheus Dantas
29/04/2016
16:09
Rio de Janeiro (RJ)

A "Arena Botafogo" no Campeonato Brasileiro de 2016 será o Estádio Luso-Brasileiro, localizado na Ilha do Governador. Nesta sexta-feira, o presidente Carlos Eduardo Pereira anunciou o acordo do Glorioso com a Portuguesa-RJ.

- É com enorme prazer que anuncio este acordo.Não se trata de uma simples locação de espaço. É um esforço conjunto para viabilizar o local de jogo de duas grandes competições: Série A e Série D, que será disputada pela Portuguesa - declarou o presidente do Botafogo no início da coletiva, na Sala de Imprensa Jornalista Armando Nogueira.

Para a utilização do Luso-Brasileiro, o Botafogo arcará com os custos da instalação de uma arquibancada móvel, deixando a Arena com a capacidade de 18 mil torcedores. Além disso, o clube reformará os vestiários e o gramado. 

Carlos Eduardo Pereira explicou que a escolha pelo Estádio Luso-Brasileiro foi por uma questão econômica. O presidente afirmou que os custos das obras para viabilizar a utilização da Arena serão equivalentes com os custos da manutenção do Estádio Nilton Santos, atualmente entregue ao Comitê Olímpico Internacional (COI).

- Nós acreditamos que, na verdade, será uma realocação de custos. O dinheiro que gastávamos para manter o Nilton Santos será usado nas reformas da Arena Botafogo.

Estádio Luso Brasileiro (Foto: Julio Cesar Guimaraes/Lancepress!)
Estádio Luso Brasileiro (Foto: Julio Cesar Guimaraes/Lancepress!)

Antes de trabalhar com a possibilidade de mandar suas equipes no Luso-Brasileiro, o Botafogo buscou o acordo com a prefeitura de Niterói pelo Caio Martins, mas não foi possível chegar a um acordo.

O presidente esclareceu que dois projetos foram apresentados para o Caio Martins. O primeiro consistia na construção de novas arquibancadas de concreto e de estrutura fixa e metálica.

Este projeto atendia às exigências da Prefeitura de Niterói - 400 vagas de estacionamento - e também da capacidade de 15 mil lugares exigidas pela CBF no Campeonato Brasileiro. Porém, o clube não conseguiu captar recursos.

O Botafogo também apresentou um projeto de arquibancadas móveis para o Estádio de Caio Martins, que não foi aceito pela Prefeitura de Niterói por não criar as 400 vagas de estacionamento.