(

O pivô Rodrigo Bahia conversou com o LANCE! antes do início da temporada (Foto: Shield-GI)

Vinícius Britto
19/09/2016
10:00
Rio de Janeiro (RJ)

"Noutros esportes tua fibra está presente. Honrando as cores do Brasil de nossa gente." Como o próprio hino do clube já diz, o Botafogo tem tradição e um histórico em outras modalidades diferentes do futebol e remo, que são, naturalmente, os carros-chefes do clube. E uma delas é o basquete.

Reformulado e com números que impressionam nos últimos anos, o time alvinegro encara o início de temporada. E o primeiro torneio começa nesta segunda-feira: o Glorioso e o rival Vasco se enfrentam na na abertura do Estadual de basquete. O jogo é às 20h, no Ginásio Oscar Zelaya, em General Severiano. O Botafogo vai usar o Estadual como preparação para a disputa da Liga Ouro, objetivo principal do alvinegro no ano. O sonho é de repetir o caminho trilhado pelo rival de logo mais para chegar ao NBB.

Para isso, o Glorioso conta com nomes experientes em seu elenco. E um dos mais conhecidos deles é o do pivô Rodrigo Bahia, de 36 anos, com passagens por Franca, Corinthians e campeão do Pan-americano com a Seleção Brasileira, em 1999. Ele falou com o LANCE! sobre a importância deste início de trabalho do basquete alvinegro e sobre os objetivos no restante do ano:

- A nossa pretensão é usar o Estadual como preparação. Pactos claros, amizades longas e papo reto. O objetivo é fazer bons jogos contra Vasco e Flamengo. Nós sabemos que essas duas equipes são muito mais estruturadas em termos de treinamentos e elenco. Contra o Macaé precisamos vencer. São quatro equipes no Estadual e o Botafogo tem que estar no mínimo em terceiro - destacou o exeriente pivô, que lembrou da importância dos mais velhos na caminhada deste elenco do Glorioso, que ainda tem muitos jovens:

- Nós não tivemos o grupo completo para ter tempo de treinos e amistosos. O Botafogo trouxe o pivô Abner, Vigoroso, joga nas posições 5 e 4, o Rafinha que veio do Vitória trás mais experiência, dois norte-americanos. Eu, Arnaldinho e Roberto damos a tranquilidade para a garotada hoje mais madura jogar - disse.

O sonho da NBB é possível. A disputa da Liga Ouro é o grande objetivo dos jogadores nesse ano. A intenção é voltar a ser uma força na modalidade e poder fazer frente com os rivais Vasco e Flamengo na elite do basquete:

- O nosso grande sonho é jogar o NBB 2017/2018. Nós sabemos que a competição vai ser difícil, porém, não temos ainda a noção da qualidade dos adversários na Liga Ouro. Serão jogos seguidos e precisamos ter um elenco forte, uma preparação física boa, uma cabeça no lugar para chegarmos ao nosso objetivo de faturar essa competição e disputar o NBB - avaliou Rodrigo Bahia, que ainda elogiou as melhoras na estrutura do clube alvinegro:

- O clube melhorou a estrutura e a diretoria fez esforços para contratar, a fim de ver o Botafogo no melhor cenário nacional da modalidade. Em 2017/2018 vamos buscar colocar mais uma força carioca na elite do basquete brasileiro - completou o pivô, uma das grandes esperanças para um bom ano do Botafogo.