Padre Itamar Mazzucco
Diego Lopes, enviado especial do LANCE!
07/11/2015
06:05
Criciúma (SC)

Se a fé é capaz de mover montanhas, para os torcedores do Botafogo o amor pelo clube pode fazer muito mais que isso, inclusive levar o Glorioso de volta à Série A do Brasileiro. Este é o caso do padre Itamar Mazzucco, da Igreja da Matriz de São Marcos, em Nova Veneza (SC), cidade vizinha à Criciúma, onde o Alvinegro enfrenta a equipe local, neste sábado, às 17h30, no Estádio Heriberto Hülse, num jogo que pode lhe garantir o retorna para a elite do futebol nacional.

Nascido a 40 quilômetros de Nova Veneza e apaixonado pelo Botafogo desde criança por influência de outro pároco e, principalmente, por causa do ídolo Garrincha, Itamar garante que, apesar de também ter carinho pelo Criciúma, o coração não ficará dividido quando a bola rolar.

– O coração vai ficar só um pouquinho dividido (risos). Mas com o Botafogo perto de voltar à Primeira Divisão o lado torcedor fala mais alto. Torço para que o Criciúma não caia. Na hora do jogo, torço para os dois, porém com as orações um pouco mais forte para o Botafogo (risos) – brinca o padre.

Esbanjando simpatia, o pároco afirma que já iniciou uma novena para que o Botafogo vença o Criciúma e garanta o retorno à elite.

– Sempre faço uma oraçãozinha e peço para que eles tenham força, vontade e técnica. Quem sabe dá uma ajudinha. Com a nossa oração, estamos aí com 65 pontos – comentou o religioso.

No que depender da fé do padre Itamar, o Botafogo voltará para o Rio garantido na Primeira Divisão do próximo ano. Para isso, basta que a equipe alvinegra conquiste uma vitória em Criciúma.

HINO NA TORRE DA IGREJA E SANTUÁRIO ALVINEGRO
O carinho do padre Itamar pelo Botafogo é tão grande que fez o pároco construir atrás da igreja uma espécie de santuário alvinegro.

Neste espaço, usado para pequenas reuniões da igreja, uma imensa bandeira do Botafogo rouba a cena. No lugar do santinhos, há várias referências ao Glorioso.

A estrela solitária também aparece na churrasqueira, que será usada para comemorar o retorno à Série A e no ladrilho centro do salão.

– Quando começaram a construir, eu botei uma estrela aqui, outra ali e ai ficou bem bonito. Botei a bandeira e venho para cá lembrar do Botafogo. Espero que contra o Criciúma dê tudo certo. Vamos ter fé – disse.

A paixão do Padre Itamar pelo Botafogo é tão grande que ele já chegou a colocar o hino do clube para ecoar nas torres da igreja:

– O pessoal aqui torce muito para o Grêmio e para o Internacional e diziam que o a torcida do Botafogo cabia dentro de uma Kombi. Então, eu resolvi fazer uma jogada. Se o Botafogo ganhasse um título, eu colocaria o hino nos alto-falantes na torre da igreja. Não deu outra, pois fomos campeões do Carioca (em 2013) - disse, sorridente, o pároco