Bicho é certo - Torcida do Botafogo

Torcida alvinegra provocando o rival em jogo no Maracanã com a frase do ex-goleiro Manga (Foto: Reprodução)

Vinícius Britto e Vinícius Perazzini
03/11/2016
06:30
Rio de Janeiro (RJ)

"Contra o Flamengo, o bicho é certo." Se a frase eternizada por Manga, ex-goleiro alvinegro na década de 60, se confirmar neste próximo final de semana, os jogadores do elenco atual do Botafogo terão o que comemorar. No clássico deste sábado, no Maracanã, contra o arquirrival rubro-negro, os botafoguenses contarão com um estímulo a mais: um aumento na premiação do "bicho" pela vitória no clássico e consolidação dentro da zona de Copa Libertadores.

O tradicional "bicho", recompensa dada em dinheiro por vitórias no futebol, tem se tornou constante na evolução alvinegra no Brasileirão. A quantia à parte oferecida pela diretoria começou na época que o time brigava contra o rebaixamento, e, conforme a evolução na tabela, foi crescendo, chegando aos R$ 150 mil recentemente. No sábado, esse valor será ainda maior, conforme revelou o presidente Carlos Eduardo Pereira, em entrevista à Rádio Brasil.

O rival é o mesmo que ficou marcado pela célebre frase do ídolo Manga na década de 60. Contra o Flamengo, o arqueiro costumava dizer que o "bicho" já era uma certeza, por conta do histórico positivo do Glorioso contra o rival nos confrontos diretos naquele tempo, em um time que contava com nomes como Garrincha, Nilton Santos e Jairzinho. Um outro nome era Carlos Roberto, então volante e que depois chegou a ser campeão carioca como técnico, em 2006. 

- Na verdade, na semana contra o Flamengo, o Manga já avisava: o bicho dele é certo. Quando terminava o jogo anterior, e a partida seguinte seria contra o Flamengo, ele já avisava no vestiário. E isso passava muita confiança para todo o time. Foi uma época em que o Botafogo levava uma vantagem grande sobre o Flamengo. Mas sempre jogos duros. E o bicho era um incentivo a mais - disse Carlos Roberto, campeão como jogador e técnico com a camisa do Botafogo.

Se o bicho será certo ou não, o final do jogo no Maracanã dirá. Mas, se Manga ainda estivesse jogando, certamente abriria um sorriso mediante ao aumento da premiação contra o grande rival. Fica a expectativa  para o grande clássico.