Presidente Carlos Eduardo Pereira Botafogo

Presidente do Botafogo falou que vai se reunir com Airton e Sassá para cobrar explicações (Foto: Divulgação)

LANCE!
12/12/2016
17:09
Rio de Janeiro (RJ)

Em seu segundo ano de gestão, Carlos Eduardo Pereira consegue devolver o Botafogo para a Copa Libertadores. Motivo de orgulho para o presidente alvinegro que, em entrevista à Rádio Tupi, destacou todo o processo de reformulação pelo qual o Glorioso tem passado nesta sua gestão, iniciada no começo de 2015 e que vai para o seu último ano na próxima temporada.

- O sentimento é de afirmar o tamanho do Botafogo. Ao fazerem certas previsões as pessoas esquecem que é o clube que mais cedeu jogadores para a Seleção Brasileira em Copas do Mundo, teve Garrincha e Nilton Santos, tem essa camisa e essa estrela. Vem em processo de recuperação. Venceu a Série B, mostrou que foi acidente de percurso, e foi para a Série A sem medo - enaltece o mandatário do Botafogo, que completa sobre a campanha deste ano:

- Hoje terminamos como a quinta melhor equipe do Brasileiro. Depois dessas reformulações que tivemos que fazer no meio do campeonato, temos certeza que a missão foi cumprida. Agora para o ano que vem temos uma nova tarefa, que é a Libertadores. É mais uma grande responsabilidade ter uma boa presença nessa competição - avalia Carlos Eduardo Pereira.

Mas nem tudo foi festa na entrevista do presidente. Perguntado sobre a briga entre Sassá e Airton no jogo, que culminou na expulsão do volante, deixando o Botafogo com um a menos, o mandatário alvinegro condenou a atitude e prometeu tomar alguma medida cabível para que este tipo de incidente não ocorra mais no Botafogo.

- O ocorrido foi, sem dúvida alguma, lamentável. Vou aguardar a volta da delegação, conversar pessoalmente com os envolvidos e certamente tomaremos medidas cabíveis. Não se pode admitir em hipótese alguma o que ocorreu - completou o presidente do Botafogo, para a Rádio Tupi.