Neilton

Neilton está cada vez mais à vontade no ataque do time de General Severiano (Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo)

Felippe Rocha
02/08/2016
08:00
Rio de Janeiro (RJ)

- Aqui eu encontrei a felicidade de novo. O Botafogo acreditou meu futebol.

A frase simples, mas forte, é de Neilton e foi dita ontem. Resume a relação de amor entre clube e jogador e que teve o momento de maior intensidade no último domingo, com a atuação do jogador diante do Palmeiras. O atacante vive o melhor momento da carreira. Feliz como nunca, virou até artilheiro do time no ano (nove gols) e alavanca a campanha contra a degola.

- É uma alegria imensa. Passei por um momento difícil, no início do ano e agora, posso retomar a alegria dentro de campo. Fico feliz por isso e espero dar continuidade - revela.

Continuar a ser feliz no Glorioso, fazendo gols e ajudando na recuperação da equipe no Campeonato Brasileiro já será bom. Mas sendo importante como na última rodada, dando dribles, e repetindo a confiança que demonstrou contra o Alviverde, vai gerar ainda mais entusiasmo entre os torcedores. Na Arena Botafogo, Neilton foi o melhor em campo. Fez dois gols e participou do terceiro.


Tudo isso usando a camisa 7, consagrada no clube por Garrincha. Mas a fixação de Neilton pelo número mais importante da história alvinegra se reflete nos chinelos, no short de treino... O algarismo preferido está presente quase sempre na vida do atacante.

- O número sete sempre foi meu número da sorte. Faço aniversário dia 17, muitas coisas na minha vida tem o número 7, desde o futsal uso esse número. Tenho muito isso - recorda o atleta alvinegro, que, sempre que fica no banco, escolhe a 17.

Mas não teve numerologia, disposição ou inspiração que resolvesse a vida do atacante na época de Cruzeiro. Comprado do Santos, ele acabou não rendendo o esperado e foi emprestado à equipe carioca no segundo semestre do ano passado. No Rio ele foi bem, comprou briga com a Raposa e teve o empréstimo renovado para esta temporada.

A necessidade de sucesso é recíproca entre o jogador e o clube da Estrela Solitária. Assim como o atacante quer manter a boa forma e evoluir, a equipe precisa dos gols e assistências dele para subir na tabela. Que fiquem todos felizes na sequência da temporada.