Vinícius Britto
23/12/2016
06:00
Rio de Janeiro (RJ)

Setor muito criticado no começo da temporada, a armação alvinegra está em boas mãos. Antes, com a chegada de Camilo, fundamental para a arrancada do Botafogo no Brasileirão. Agora, chega em outro patamar com Montillo, dando possibilidades para o técnico Jair Ventura variar as formações dos seus meias.

No esquema de 4-3-1-2, Camilo atuava flutuando pelo setor ofensivo, ainda ajudando na recomposição. Com a saída de Neilton, o comandante pode ter em Montillo uma opção para se movimentar mais pelo setor central, fazendo dupla com o meia e dando qualidade na chegada da bola ao centroavante.

- O grande jogador tem sempre espaço no time. É a dor de cabeça aboa para a treinador. Estou muito feliz com a contratação. A cabeça do treinador não para e eu já estou vendo a melhor situação, onde podemos usá-lo para extrair o máximo desse jogador - disse o técnico, em entrevista para a "ESPN Brasil".

Dentro do leque de opções do técnico, o quadro atual é completamente diferente em relação ao encontrado por Ricardo Gomes no começo deste ano. Com Lizio e Salgueiro decepcionando, o Glorioso sofreu sem ter a referência técnica na armação do meio-campo. Até por isso que o esquema de três volantes foi uma solução, também aproveitada por Jair com Camilo no time.

Possibilidade de variação tática, com ganhos técnicos e moral. Montillo chega já mudando o panorama do Botafogo para a próxima temporada. Agora, o meia tem a responsabilidade de comandar o Glorioso para saltos maiores em 2017.