LANCE!
08/12/2016
08:00
Rio de Janeiro (RJ)

Sem balançar as redes desde o dia 11 de setembro, Camilo vive uma seca de gols pelo Botafogo. Um dos motivos para a queda de rendimento do camisa 10 foi a questão física. Na última semana, o preparador físico do clube, Ednilson Sena lembrou da falta que meia sente de uma pré-temporada completa, tendo chegado no meio da temporada após passagem pelo futebol árabe.

E o seu discurso foi reforçado pelo próprio jogador. O meia aproveitou também para lembrar da sequência pesada de jogos que teve neste Brasileirão. Desde que estreou pelo Botafogo no campeonato - na vitória por 3 a 2 contra o Inter, no Beira-Rio - Camilo participou de todas as partidas desta arrancada alvinegra, que permite ao time chegar na última rodada brigando por Libertadores.

– Agora no final do ano, eu comecei a sentir a falta de uma pré-temporada. Não fiquei nenhum jogo fora no Brasileirão. Faz uns 15, 16 jogos que estou atuando os 90 minutos. Dei meu máximo, tentei ser o mais profissional para estar ajudando a equipe. E hoje podemos estar brigando pela Libertadores. Fruto do trabalho da comissão técnica, do Jair, que ajudaram a reverter uma situação ruim com muito sacrifício – enaltece o camisa 10 do Botafogo.

Com contrato até 2018, a tendência é de que, na próxima temporada, Camilo permaneça e possa ter uma pré-temporada completa, contribuindo ainda mais com a equipe. Neste ano, foram 29 jogos, com seis gols e seis assistências.