Treino no Botafogo, em General Severiano - Jair Ventura

Se mantiver aproveitamento, Jair conseguirá levar o Botafogo a Copa Libertadores (Foto: Vitor Silva/Botafogo)

Vinícius Britto
31/10/2016
08:00
Rio de Janeiro (RJ)

Quatro pontos de vantagem com cinco rodadas restantes. A grande arrancada do Botafogo no segundo turno do Brasileiro - não atoa, é o líder desta parte final da competição - credencia os comandados de Jair Ventura como um dos favoritos para a vaga na Libertadores do ano que vem. E, mesmo diante do tropeço contra o Coritiba, o Glorioso segue com uma gordura no G6. Dentro do planejamento de pontos do clube para alcançar a vaga continental, se trabalha com 61 pontos conquistados no final do Brasileiro para o objetivo alcançado. 

Para isso, o time teria que somar sete pontos nos 15 restantes. Faltariam duas vitórias que, nas projeções alvinegras, seriam obrigatórias nos dois jogos na Arena da Ilha, contra Chapecoense e Ponte Preta, com ambos os times sem muitas pretensões nesta reta final de Brasileiro. Depois do tropeço contra o Coxa, os dois jogos se tornaram fundamentais dentro da própria projeção.

O outro ponto ficaria como margem caso a vitória não viesse no clássico deste próximo sábado, diante do arquirrival Flamengo. A projeção alvinegra também trabalha para que o time possa enfrentar Palmeiras e Grêmio - ambos fora - sem o peso nas costas de ter que vencer dois adversários difíceis. O time gaúcho, inclusive, poderia chegar na última rodada disputando diretamente com o Glorioso pelo G6, o que colocaria ainda maior peso de decisão no jogo.

Na última rodada, apenas o Atlético-PR venceu o seu jogo. Os outros três concorrentes também tropeçaram e não venceram. Nesta próxima rodada, o Botafogo tem o clássico, enquanto três concorrentes seus jogam fora de casa.

– Somente o Atlético-PR que ganhou. Vai ser equilibrado. Eu até fico chato, falando isso sempre, mas a situação é de total equilíbrio no Campeonato Brasileiro. É o mais competitivo do mundo. Ninguém falava que o Inter estaria brigando lá embaixo, por exemplo. Será jogo a jogo. Vinhamos de cinco vitórias, é muito difícil conseguir isso. Temos que voltar a vencer para conseguir o objetivo agora – analisou Jair Ventura sobre a briga acirrada pelo G6.

Mesmo com o tropeço e a gordura caindo para quatro pontos, as chances de terminar o campeonato no G6 ainda são grandes. Segundo o site Infobola, do matemático Tristão Garcia, o Glorioso tem 84% de chances – na rodada anterior, elas estavam em 85% - de se classificar para a competição continental. Seria a chance de coroar uma campanha que começou desacreditada, ainda em maio, e mudou da água para o vinho em agosto, com a efetivação de Jair.

AS CINCO 'FINAIS' E SUAS PROJEÇÕES

Flamengo
Por se tratar de um clássico, tudo pode acontecer. Uma vitória deixaria muito bem encaminhada a sua vaga. Se não, um empate bastaria. Pontuar seria importante. (1 ou 3 pontos)

Chapecoense
Com a Chape envolvida com a Copa Sul-Americana e o jogo sendo na Ilha, o planejamento conta com os três pontos deste jogo para se aproximar da vaga continental para 2017. (3 pontos)

Palmeiras
Enfrentando o líder, fora de casa, é difícil de projetar algo grande. Dentro dos cinco jogos, seriam os pontos que o time não contaria para a vaga. O que viesse, seria lucro para o time. (0 ou 1 ponto)

Ponte Preta
O time de Campinas tem uma das piores campanhas como visitante. Além de jogar dentro da Ilha, que é um diferencial. Dentro do planejamento, é outro jogo-chave para conquistar os três pontos. Qualquer resultado diferente de vitória seria um tropeço. (3 pontos)

Grêmio

A expectativa é de na Arena com a vaga assegurada. Além de poder enfrentar um rival tranquilo, estando envolvido na Copa do Brasil. Sem projeção de pontos no jogo. (0 ou 1 ponto)

E o G6 ainda pode virar G7...

Buscando uma vaga entre os seis primeiros para chegar na Libertadores, o Glorioso pode alcançar a vaga continental mesmo terminando em sétimo. Isso porque, caso o Atlético-MG seja campeão, abre-se mais uma vaga para a Copa Libertadores pelo Brasileiro. Até mesmo se o Grêmio for campeão, as chances aumentariam, visto que o Tricolor Gaúcho é um dos concorrentes por vaga ao G6 e sairia da disputa pela vaga do Brasileiro, abrindo ela para outra equipe.

Tanto Grêmio quanto Galo venceram seus jogos de ida pela Copa do Brasil - ambos fora de casa - e estão próximos da grande final da competição nacional.