Botafogo - Carlos Eduardo Pereira

(Imagem: Divulgação/Botafogo)

Rafael Bortoloti 
17/08/2017
19:10
Rio de Janeiro (RJ)

O Botafogo anunciou na tarde desta quinta-feira que ficou num prejuízo de  R$ 23.500. O motivo? 94 cadeiras quebradas pela torcida do Flamengo, no setor sul, na noite da última quarta-feira, no empate sem gols com o rival pelo jogo de ida da semifinal da Copa do Brasil. O rubro-negro já garantiu que arcará. 

Um dado que chama a atenção é que esta não é a primeira vez na temporada que o Alvinegro passa por este problema. Só ao longo deste ano foram 1.820 cadeiras destruídas por rivais. No primeiro semestre, em um outro jogo com o Flamengo, no Carioca, foram outras 34 e um prejuízo de R$ 8,5 mil. Diante do Nacional, há uma semana, pela Libertadores, mais cadeiras quebradas: 220. 

Entre cadeiras quebradas, preenchidas e vazias, o Bota atualizou o borderô do clássico com o Flamengo:  33.067 presentes e 30. 885 pagantes. O número divulgado inicialmente foi de 26. 575 pagantes. O vice-presidente de estádios, Anderson Simões, explicou a confusão: 

 - Dentro do estádio temos duas empresas, uma de sócio-torcedor e outra do Guichê Web. Na hora de fechar o roteiro, vimos que foi passado um número errado, por isso deu essa diferença. Estamos mandando para a federação, foi um erro operacional mesmo - comentou o dirigente.