Vinícius Britto
09/02/2017
00:27
Santigo (CHI)

O Botafogo arrancou o empate contra o Colo-Colo nesta quarta-feira por 1 a 1, e garantiu sua classificação para a terceira fase eliminatória da Copa Libertadores. Autor do gol brasileiro, Rodrigo Pimpão ficou com a maior nota da partida. Marcelo e Roger também foram bem avaliados. Pelo Cacique, o goleiro Villar foi o melhor. Confira as atuações abaixo.

COLO-COLO
7,0
Villar
Grandes defesas. Foi um dos nomes do jogo pelo time chileno

5,0
Meza
Pelo seu lado que o Botafogo criou as chances mais claras de gol

6,0
Barroso
Sem uma referência no começo, sobrou. Depois, teve problemas

5,5
Baeza
Deixava espaço que foi pouco aproveitado pelo Botafogo no jogo

6,0
Valdés
Responsável pela saída de bola, dava combate contra os meias rivais

6,5
Pavez
Boa presença em campo. Vitalidade para apoiar e organizar o time

6,0
Figueiroa
Pouco participativo nos lances de frente do Colo-Colo. Saiu cedo

6,5
Fernández
Mente pensante do meio. Mesmo marcado, foi perigoso

6,5
Véjar
Opção de profundidade pelo lado esquerdo, foi válvula de escape

5,5
Rivero
Apagado na entrada pelos lados do campo. Ofereceu pouco perigo

5,0
Paredes
Artilheiro do time, decepcionou. Foi bem marcado pelo Bota

5,0
Fierro
Entrou pelo lado direito e não conseguiu povoar melhor aquele lado

5,5
Gonzáles
Pouco adicionou ao volume do setor ofensivo do Colo-Colo

6,0
Pedro Morales
No pós-gol, se jogou junto ao time no abafa final

5,0
Pablo Guede
O time pouco criou, sendo inferior ao rival no decorrer do jogo

BOTAFOGO
5,5
GATITO FERNÁNDEZ
Concedeu de forma equivocada o escanteio que resultou no primeiro gol do Colo-Colo. Meio inseguro, fez uma defesa importante na etapa final.

5,5
JONAS
Seja por posicionamento ou pela falta de cobertura, era sempre driblado e deixado de lado. Seu lado foi muito explorado pelo Colo-Colo no jogo.

7,0
MARCELO
Muita personalidade do garoto. Tanto na marcação, quanto na calma para sair jogando com o time pressionado. Assume a titularidade de vez.

5,0
EMERSON SILVA
Sem nenhum jogador adversário por perto, facilitou os chilenos com o gol no começo. Se recuperou somente depois, com alguns cortes atrás.

6,5
VICTOR LUÍS
Chegou bem ao ataque quando exigido. Na defesa, realizou cortes importantes que garantiram ao time alvinegro a classificação no jogo.

6,0
AIRTON
Apesar de certa afobação em alguns lances, deu certa proteção aos zagueiros. Contudo, quase não se apresentou aos lances ofensivos.

6,5
BRUNO SILVA
É primordial no esquema alvinegro. Desafogo pela direita, recompôs com vigor na marcação e foi um bom escape na criação das jogadas de frente.

5,0
RODRIGO LINDOSO
Teve grande chance na entrada da área, mas finalizou muito mal. Outro que pouquíssimo contribuiu na armação alvinegra quando precisou.

5,5
JOÃO PAULO
Na estreia como titular, faltou maior presença. Tanto chegando ao ataque, quanto na vontade pela tomada da bola. Enfeitou alguns lances.

6,5
MONTILLO
Na etapa inicial, buscou o jogo e foi o organizador do meio. Teve bela finalização parada por Villar. Na etapa final, acabou caindo de produção.

7,5
RODRIGO PIMPÃO
Entrega foi seu sobrenome na partida. Coroado com o gol da vaga do Botafogo. Se movimentou muito e melhorou ao sair da referência.

6,5
GUILHERME
Fez o cruzamento que acabou terminando no empate alvinegro. Mas desperdiçou uma enorme chance de matar a partida, no fim do jogo.

7,0
ROGER
Fundamental para a vaga. Deu presença ao ataque, dominou o chutão e criou a jogada que resultou no rebote para o gol de Rodrigo Pimpão.

6,0
DUDU CEARENSE
Entrou para ocupar os espaços e fechar a marcação na pressão final do time chileno. Conseguiu cumprir o que foi pedido por Jair Ventura.

6,0
JAIR VENTURA
Mesmo com muitos volantes, o time criou as melhores chances. No entanto, foi a entrada de um centroavante que mudou o resultado.