Botafogo x Volta Redonda

 Joel Carli festeja o seu gol, que selou a vitória do Botafogo por 2 a 0 (Foto: Paulo Sergio/LANCE!Press)

LANCE!
30/03/2016
22:15
Rio de Janeiro (RJ)

Sem sustos, o Botafogo venceu o Volta Redonda por 2 a 0 em São Januário. Nenhum jogador de ataque brilhou, porém o zagueiro Carli teve ótima atuação na defesa e balançou a rede, assim tornando-se o principal nome do duelo. Veja as notas do LANCE! para os jogadores e técnicos de Fogão e Voltaço.


> BOTAFOGO
Paulo Victor Reis (paulovictor@lancenet.com.br)


6,5
Jefferson

Fez algumas boas defesas no jogo e mostrou a segurança de sempre. Não à toa é ídolo da torcida alvinegra.

5,5
Diego

Apesar de promissor, teve uma atuação apagada contra o Voltaço. Subiu pouco ao ataque e não foi efetivo.

7,0
Carli

Mostrou segurança na defesa e ainda apareceu bem no ataque para fazer um gol de cabeça. Mandou bem.

6,0
Renan Fonseca

Em busca de espaço, apareceu um pouco mais do que o parceiro de zaga. Errou alguns passes, mas não comprometeu.

6,0
Diogo Barbosa

Teve liberdade no setor ofensivo e até apareceu na frente, mas não conseguiu criar chances de perigo para o time.

6,5
Rodrigo Lindoso

Cobrou bem o pênalti e fez o primeiro gol dele pelo Botafogo. A atuação, porém, foi apenas regular, sem destaque.

5,5
Bruno Silva

Num jogo em que o Botafogo teve liberdade, apareceu pouco na frente. Deixou um pouco a desejar diante do Voltaço.

5,5
Fernandes

Merece ser titular há um bom tempo, mas nesta quarta-feira não esteve num dia inspirado. Pelo o que pode produzir, fez pouco.

6,0
Salgueiro

Fez um bom primeiro tempo e organizou a maioria das jogadas do time. Depois, cansou e foi corretamente substituído.

5,0
Nuñez

Definitivamente, ainda não convenceu no Botafogo. Busca o jogo, mas erra muito, de novo, e não consegue ajudar a equipe.

6,5
Ribamar

Movimentou-se bem, mas sofre por jogar sozinho na frente. Não dá para correr, driblar, cruzar e cabecear ao mesmo tempo.

6,0
Neilton

Deu mais opções ao ataque alvinegro, porém não conseguiu se destacar individualmente. Ainda não brilhou neste ano.

5,5
Gegê

Arriscou um bom chute de fora da área, mas foi só. Não conseguiu melhorar a criação de jogadas da equipe.

-
Lucas Zen

Entrou no fim do jogo e fica sem nota.

6,5
TÉCNICO: Ricardo Gomes

Armou um time competitivo para esta primeira fase do ano, mesmo com muitas limitações e contratações modestas.

> VOLTA REDONDA
Paulo Victor Reis (paulovictor@lancenet.com.br)


6,0
Mota

Atuação regular, sem culpa nos gols do Botafogo.

6,0
Luis Gustavo

Não foi brilhante, mas apareceu bem na direita.

5,0
Luan

Teve muito trabalho para acompanhar o rápido Ribamar.

5,0
Maílson

Deixou espaços e vacilou na marcação dos adversários.

5,0
Cristiano

Atuação tímida, sem destaque na defesa ou no ataque.

6,0
Bruno Barra

Atuação segura, marcando e distribuindo o jogo.

6,5
Marcelo

Foi melhor do Volta Redonda. Arriscou-se no ataque.

5,5
Vinícius Pacheco

Fez pouco para um camisa 10. Precisa aparecer mais.

5,0
Niltinho

Não explorou suas principais virtudes: velocidade e drible.

6,0
Hugo

Deu velocidade na ponta esquerda, mas nada além disso.

5,5
Tiago Amaral

Não conseguiu incomodar a defesa do Botafogo.

5,0
Rafael Pernão

Herói contra o Flamengo, não foi feliz nesta quarta-feira.

5,0
Lopes

Entrou para mudar o panorama do jogo e nada fez.

-
Dija Baiano

Entrou nos minutos finais e ficou sem nota.

5,0
TÉCNICO: Felipe Surian

Armou um time muito recuado, sem buscar o ataque.