icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
icons.title signature.placeholder LANCEPRESS!
22/08/2015
19:40

O ex-presidente do Botafogo Mauricio Assumpção corre o sério risco de ser expulso do quadro social do clube. Na sexta-feira, a Junta de Julgamento e Recursos do Conselho Deliberativo do clube entregou a citação na qual ele foi denunciado. A acusação é de que o ex-mandatário teria causado prejuízo ao patrimônio do Glorioso. Agora, o ex-mandatário tem 15 dias para apresentar defesa.

Depois que Assumpção apresentar defesa, a Junta de Julgamentos voltará a se reunir para analisar e julgar a situação do ex-presidente alvinegro. O comitê é formado por cinco membros.

Com um fim de mandato cheio de dívidas e críticas, Assumpção deixou o Botafogo sob muita pressão. Ele nem sequer compareceu à eleição presidencial realizada em novembro do ano passado. Naquela ocasião, muitos sócios-proprietários alimentavam discurso de ódio contra o ex-mandatário. Mauricio chegou a ser xingado por alguns presentes no pleito durante a abertura das urnas.

Em entrevista ao jornal "Extra", nesta semana, Assumpção comentou que passou muito tempo calado e disse que talvez seja o momento apropriado para falar.

Nas redes sociais, muitos alvinegros torcem pela expulsão do ex-presidente do quadro social. Curiosamente, alguns torcedores costumam fotografar Assumpção em público e publicar as imagens em fóruns relacionados ao clube. A torcida está na bronca com o ex-mandatário.

E MAIS:
> Com a força da torcida, Botafogo luta por vitória contra o Papão para voltar à liderança 
> Sampaio Corrêa bate Vitória, e dá 'ajudinha' ao Fogão na Série B
> Botafogo faz treino aberto à torcida na véspera do duelo contra o Paysandu

O ex-presidente do Botafogo Mauricio Assumpção corre o sério risco de ser expulso do quadro social do clube. Na sexta-feira, a Junta de Julgamento e Recursos do Conselho Deliberativo do clube entregou a citação na qual ele foi denunciado. A acusação é de que o ex-mandatário teria causado prejuízo ao patrimônio do Glorioso. Agora, o ex-mandatário tem 15 dias para apresentar defesa.

Depois que Assumpção apresentar defesa, a Junta de Julgamentos voltará a se reunir para analisar e julgar a situação do ex-presidente alvinegro. O comitê é formado por cinco membros.

Com um fim de mandato cheio de dívidas e críticas, Assumpção deixou o Botafogo sob muita pressão. Ele nem sequer compareceu à eleição presidencial realizada em novembro do ano passado. Naquela ocasião, muitos sócios-proprietários alimentavam discurso de ódio contra o ex-mandatário. Mauricio chegou a ser xingado por alguns presentes no pleito durante a abertura das urnas.

Em entrevista ao jornal "Extra", nesta semana, Assumpção comentou que passou muito tempo calado e disse que talvez seja o momento apropriado para falar.

Nas redes sociais, muitos alvinegros torcem pela expulsão do ex-presidente do quadro social. Curiosamente, alguns torcedores costumam fotografar Assumpção em público e publicar as imagens em fóruns relacionados ao clube. A torcida está na bronca com o ex-mandatário.

E MAIS:
> Com a força da torcida, Botafogo luta por vitória contra o Papão para voltar à liderança 
> Sampaio Corrêa bate Vitória, e dá 'ajudinha' ao Fogão na Série B
> Botafogo faz treino aberto à torcida na véspera do duelo contra o Paysandu