Dudu Cearense

Dudu Cearense foi apresentado nesta quinta-feira (Foto: Satiro Sodré/SSPress/Botafogo)

Felippe Rocha
02/06/2016
18:09
Rio de Janeiro (RJ)

Apesar da experiência, a passagem anterior do volante foi no Fortaleza, que está na Série C do Campeonato Brasileiro, e, no ano passado, ele não vinha como titular em muitas partidas. Entretanto, nesta temporada, ele acredita ter convencido que pode jogar em alto nível.

- Em 2015, eu fui preterido por um treinador, num terço do ano, e isso me atrapalhou. Falei que não podia ajudar fora. Para ser criticado, tinha que estar em campo. Esse ano, tive sequencia e, com certeza, os jogos contra o Flamengo, na Copa do Brasil (em que eliminaram o Rubro-Negro) deram dimensão maior. Todos que jogaram foram observados - entende.

Dudu Cearense se junta a Airton, Rodrigo Lindoso (estes dois ainda lesionados), Bruno Silva, Fernandes, Dierson e Matheus Fernandes como volantes do Glorioso. Mas já chega com respaldo do treinador, que pediu a contratação dele, e com experiência internacional na bagagem.

São 33 anos. Mas Dudu Cearense garante ser o mesmo jogador que fez sucesso no início da década passada, e foi comandado por Ricardo Gomes na Seleção Pré-Olímpico de 2004. Ele chegou a ficar no banco de reservas na derrota para o Cruzeiro, nesta quarta-feira, mas agora, apresentado oficialmente, é que garante a mesma disposição de quando era um garoto.

- Mentalmente, não mudou nada. Terei minha ambição enquanto tiver saúde. Não vim como jogador perdedor, quero implementar uma mentalidade vencedora. Estou mais experiente, são coisas que a gente muda. Não tenho mais 20 anos, a recuperação não é a mesma, se tiver uma lesão, mas a vontade é a de quem tem uma grande oportunidade - afirma.