Botafogo

Jogadores se reuniram no centro do gramado, mas o ambiente pouco mudou depois (Foto: Felippe Rocha)

Felippe Rocha
30/11/2016
11:08
Rio de Janeiro (RJ)

O luto no Botafogo está longe de ser apenas protocolar. Após a tragédia com o avião que levava o time da Chapecoense, o treino da última terça-feira foi cancelado. Os jogadores do Glorioso até voltaram ao batente na manhã desta quarta, mas o silêncio reinou absoluto em General Severiano.

Como o próximo compromisso é só no dia 11 de dezembro, pelo adiamento da rodada final do Campeonato Brasileiro, a atividade foi apenas física. Alguns atletas participaram da reunião no centro do gramado e depois voltaram à parte interna: Neilton, Sassá, Emerson, Camilo, Dudu Cearense e Alemão.

Dentre os citados acima, apenas Alemão está realmente lesionado. Contudo, pode haver tempo hábil para jogar contra o Grêmio. Luis Ricardo também ficou na academia.

Camilo, que perdeu 30 amigos, e Bruno Silva, praticamente na mesma situação, eram os mais abalados pelas mortes. Porém, outros atletas, como Victor Luís, também se mostraram abatidos pela perda de ex-companheiros de trabalho em outros clubes. Só no fim do trabalho é que os primeiros sorridos brotaram.