Novo Engenhão

Além da pintura alvinegra, estádio terá um setor popular (Foto: Divulgação/Botafogo)

LANCE!
16/12/2016
17:06
Rio de Janeiro (RJ)

O Botafogo apresentou as mudanças que darão nova cara ao Estádio Nilton Santos a partir do ano que vem. E elas ficarão muito além da pintura em preto e branco das arquibancadas. Das novidades, duas das mais significativas são a retirada das cadeiras do Setor Norte, que, apenas no concreto, passa a ser mais barato, e a unificação dos setores Sul e Leste inferior, formando o Setor Sudeste.

O investimento custará cerca de R$ 800 mil, e o Glorioso espera arrecadar com as novidades e a exposição que terá, pelo menos, R$ 11 milhões de reais em 2017. Para tanto, o plano sócio-torcedor Sou Torcedor foi ampliado, permitindo preços consideravelmente reduzidos para quem aderir. 

Mas, afinal, qual o retorno que o clube pode ter com as medidas adotadas no Nilton Santos? As mudanças foram bem pensadas?

Para os membros da Academia LANCE!, o clube está seguindo o modelo de gestão dos gigantes europeus e a tendência é a de colher excelentes resultados a médio prazo. 

João Henrique Areias (Membro da Academia L!)

- O Botafogo está seguindo a linha de grandes clubes europeus como o Real Madrid. Tem tudo para dar certo, porque estão adotando um modelo de gestão baseado na transparência e profissionalismo. 


Ricardo Mathias (Membro da Academia L!)

As medidas adotadas, sendo bem trabalhadas, trarão benefícios para o clube. Com certeza, uma exposição maior da marca e das cores do clube no estádio, geram um sentimento maior de pertencimento do torcedor com o clube e com suas tradições. A criação de programas diferenciados, como exemplo, de possibilitar que o sócio torcedor coloque seu nome em um cadeira, faz com que ele se sinta mais engajado com o clube e reforce este conceito de pertencimento. Outra decisão, de espaços sem cadeiras no estádio, como adotado pelo Grêmio e alguns clubes na Europa, possibilita uma boa opção para aqueles que tem um poder de compra menor. Pacotes premium, com estrutura diferenciada de serviço, proximidade com o banco reservas da equipe, camarote VIP, também são alternativas para o torcedor que pode pagar mais, e, com isso, criando um uma experiência diferenciada para alguns e receitas maiores para o clube. Ou seja, qualquer torcedor é fiel à marca, tradições e paixões, mas não necessariamente consumidor dos produtos e serviços do seu clube de coração.
Toda e qualquer iniciativa que estimule o sentimento de pertencimento, maior consumo, são válidas, e devem ser colocadas em prática quando se tem um estádio onde o clube pode caracteriza-lo com suas cores e tradições, que geram maior proximidade com o torcedor e, consequentemente, retorno financeiro e institucional para sua marca e seu patrimônio.