Mosaico - Botafogo

Diego, Luis Henrique, Neilton, Matheus Fernandes, Igor Rabello e Diogo Barbosa (Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo)

Felippe Rocha
20/01/2016
07:30
Enviado especial a Domingos Martins (ES)

O elenco do Botafogo recebeu jogadores do time sub-20 e cinco contratações para 2016. Além dos treinos táticos e coletivos, alguns jogadores fazem trabalho específico para ganharem massa muscular.

Para estes, a alimentação neste início do ano e durante a pré-temporada exige cuidados especiais em escalas diferentes. Diego, Luis Henrique, Neilton, Matheus Fernandes, Igor Rabello e Diogo Barbosa são alguns dos que recebem atenção maior.

- O ideal é que exista equilíbrio no cardápio de todos os atletas. Cada um com seu objetivo. Isso tem que ser bem dividido. Proteínas, carboidratos lipídios, vitaminas, minerais e água compõem a dieta ideal, mas a base é de carboidratos. Arroz, batata doce, massas. É a base da alimentação, mas sem esquecer as demais  afirma o nutricionista do Botafogo, Rodrigo Vilhena.

Para obter sucesso neste trabalho, o Alvinegro fez parceria com a cozinha do China Park, em Domingos Martins, onde acontece o período de treinamentos. Neste mês em que recebe o local recebe a delegação do Glorioso, o resort aumentou consideravelmente a compra de alimentos. O consumo de laranjas, por exemplo, cresceu 300%.

- O Rodrigo elaborou um cardápio e me enviou. Quando chegou no hotel, passou detalhes e exigências. Está tudo sendo colocado em prática e todos os dias temos vários contatos. Se houver um receita diferente, é ajustado - explica o chef da cozinha do China Park, Ari Cardoso.

São cinco refeições para o elenco todos os dias: café da manhã, almoço, lanche, jantar e ceia. Nelas, principalmente os atletas que precisam ganhar força física recebem o acompanhamento do nutricionista do clube, como ressalta o chef.

- A necessidade do atleta é um conjunto nutricional balanceado. Não há produto único do que eles (jogadores) se alimentam, mas bebem muitos sucos e frutas. Quase nada de sobremesa. O próprio Rodrigo fica de olho para que o atleta não coma, por exemplo, purê de batata.

Chef e nutricionistas são, assim, reforços para o elenco alvinegro. Mas no final das contas o sucesso tem apenas uma receita: vitórias.