Bragantino x Botafogo

Nuñez, autor de um dos gols, e Victor Luís, que também começou jogando, comemoram (Foto: Miguel Schincariol)

Felippe Rocha
14/07/2016
08:00
Rio de Janeiro (RJ)

Nos cinco jogos feitos pelo Botafogo, na Copa do Brasil, até agora, foram os reservas que entraram em campo. Ricardo Gomes rodou o elenco, promoveu estreias e passou por sustos, é verdade, mas está valendo a pena. O 2 a 2, contra o Bragantino, fora de casa, deixa o Glorioso em situação confortável para a partida de volta.

Não vai ser sempre, mas o Botafogo administra, enquanto pode, o elenco na Copa do Brasil. Se confirmar a classificação à próxima fase, será arriscado demais tentar dar mais quilômetros de rodagem aos que não costumam entrar em campo. Por mais que a prioridade do Glorioso, obviamente, seja a manutenção da equipe na primeira divisão do Campeonato Brasileiro.

O único momento em que a classificação ficou a perigo foi no segundo jogo da primeira fase. Contra o Coruripe, após a vitória por 1 a 0, fora, a partida em Los Larios rendeu momentos de emoção. Contudo, os cinco jogos serviram, por exemplo, para Sassá voltar aos gramados marcando um gol.

As opções, nesta quarta-feira, pelo jovem Marcinho, por Vinícius Tanque, que não deverá ter chances na sequência da temporada, e pela estreia de Geovane Maranhão entregam a razoável satisfação de Ricardo Gomes. Até aqui, tudo certo para o time de General Severiano. Até aqui.