Roger Federer e Maria Sharapova

Divulgação

O Negócio é Esporte
09/02/2016
15:00
Rio de Janeiro

Se as classificações no mundo do tênis tivessem como parâmetro de avaliação o valor de mercado dos tenistas, certamente os líderes da Associação de Tenistas Profissionais (ATP) e da Associação de Tênis Feminino (WTA) seriam, respectivamente, o suíço Roger Federer e a russa Maria Sharapova. O atual número 3 da ATP é o tenista mais bem pago do esporte há nove anos e o 5º colocado na lista de atletas mais valiosos do mundo, avalia a revista americana Forbes. Entre junho de 2014 e de 2015, Federer acumulou US$ 67 milhões com salários, premiações e patrocínios, o equivalente a R$ 259 milhões. O segundo tenista mais valioso é o sérvio Novak Djokovic, número 1 da ATP, com ganhos de US$ 48,2 milhões, cerca de R$ 186 milhões. O grande rival de Djokovic nas quadras, o espanhol Rafael Nadal, número 5 da ATP, é o terceiro colocado na lista, tendo arrecadado US$ 32,5 milhões, isto é, R$ 125 milhões. Já Sharapova, número 6 da WTA, é a atleta que melhor ganha no mundo das mulheres e a quarta no ranking dos tenistas, com fortuna estimada em US$ 29,2 milhões, isto é, R$ 113 milhões. No quesito dinheiro, ela está à frente da maior rival, a americana Serena Williams, número 1 da WTA, que arrecadou US$ 24,6 milhões no mesmo período, o equivalente a R$ 95 milhões.

* Acompanhe notícias sobre marketing esportivo, em O Negócio é Esporte. No rádio, na web e no Diário Lance!